Olá! Já comentei no insta do blog (segue lá @ChinaChic) que estou em Hong Kong nesta semana. Para quem não sabe, Hong Kong é uma cidade-estado que inclui a ilha de HK, a península de Kowloom, pequenas ilhas adjacentes e os Novos Territórios. Costeada pelo Mar da China e ao sul do país, Hong Kong pertence a China, mas, como muitos dizem, não é a verdadeira China. E isso eu pude comprovar agora, que a conheci pessoalmente. Para entender melhor essa relação, acho válido voltarmos um pouco no tempo.

No século XVIII, a grande ilha que, até então fazia parte da China, foi cedida ao Império Britânico após o país ser derrotado pelo Japão na primeira Guerra do Ópio (1839-42). A península de Kowloom foi cedida após a segunda Guerra do Ópio, em 1860 e as 235 pequenas ilhas e os Novos Territórios foram emprestados ao Reino Unido durante 100 anos, a partir de 1898. No ano de 1997, todo o território foi devolvido à China. Mas, nesses 100 anos em que foi administrado pelo governo inglês, Hong Kong se desenvolveu em um ritmo diferente e absorveu aspectos de outra cultura, apesar de ainda preservar (e muito!) a essência chinesa. Hoje, é uma mistura de cultura oriental e ocidental. Se comparada à China, é muito mais ocidentalizada. E como dizem, é o lugar onde o oriente encontra o ocidente.

Atualmente, esta sob o princípio de “um país, dois sistemas”, o que faz com que HK tenha alto grau de autonomia e não siga as mesmas regras que a Mainland China, nome dado à “verdadeira” China.

Hong Kong versus China diferencas

Diferenças Hong Kong China internet redes sociais dinheiro moedaOutra curiosidade: viajar da China para Hong Kong  (e vice-versa) é considerado voo internacional. Ou seja, é preciso fazer todo o processo de passar pela Imigração, indo de barco ou avião. Brasileiros não precisam de visto para entrar em HK, mas na China é necessário. E o governo chinês é bem rigído quanto a isso. E apesar da moeda de Hong Kong ser mais desvalorizada, o custo de vida na cidade é bem mais alto que na China.

Enfim, essas são algumas questões que ficam evidentes a qualquer turista. São dois lugares tão diferentes, mas ao mesmo tempo, absurdamente similares. É preciso conhecê-los para tirar suas próprias conclusões. 

Este é só o primeiro post a respeito de HK, tem muito a se falar sobre essa cidade única. Espero que tenha ficado claro a relação entre ambos. E se tiver algo para complementar, fique à vontade.