A melhor coisa de sair da China é poder se conectar facilmente às redes sociais, Google, Gmail, Youtube e tantos outros sites que fazem parte do nosso dia a dia e nós não sabemos mais viver sem, sem precisar conectar o VPN – em termos leigos, programa que permite usarmos o endereço de IP de outro local para acessar uma rede pública de comunicações, no caso, a internet. Na China, nós o usamos para burlar o sistema de bloqueios chinês.

Para quem não sabe, praticamente todos os sites que nós, ocidentais, gostamos são bloqueados pelo governo chinês. O primeiro foi o Facebook, logo depois o Youtube, o Google (que antes funcionava quando eles queriam), hoje também é totalmente bloqueado e por aí vai. O site da padaria da esquina de sua antiga cidade? Bloqueado. O acesso a conta do banco no Brasil? Bloqueado. O China Chic? Bloqueado.

Redes sociais facebook instagram vpn site governo chinaEnfim, a China tem o sistema de censura online mais sofisticado do mundo. O que funciona no ciberespaço chinês são as redes sociais deles – Sina Weibo, BQQ e WeChat, o site de busca chinês, o Yahoo e sites de empresas daqui. O governo diz que o controle é necessário para preservar a estabilidade e acredita que isso é um dos motivos para o surgimento de redes de grande sucesso, como o Alibaba, que é associado ao favorito da mulherada, o Aliexpress.

Mas voltando ao VPN, se você pretende vir à China já pesquise os planos, se cadastre e instale aquele que mais se encaixe às suas necessidades. Os mais populares costumam ser bloqueados na China, ou seja, sem VPN, não tem como acessar o próprio software para download.  Imagine chegar em um país totalmente diferente do seu, sem conseguir contato com quem está lá do outro lado do mundo e ainda ficar sei lá quanto tempo sem poder acessar as redes sociais e sites de notícias. Não dá né!?

Segue algumas dicas:

ASTRILL – É o que eu uso desde que cheguei à China e nunca tive problemas. Tem plano mensal, trimestral e anual. E com ele você pode se conectar em vários dispositivos diferentes ao mesmo tempo. Sempre uso com IP dos EUA, funciona mais rápido.

EXPRESS VPN – tem os planos mais caros, mas em compensação dizem que ganha de todos em velocidade. Opera em todos os dispositivos e tem servidor em mais de 70 países.

VYPRPN – o preço dos planos são ok e a velocidade também é boa. Segundo o site, dá para testar de graça. Ele permite se conetar em até três dispositivos.

De qualquer maneira, tenha consciência de quê para usar a internet na China é preciso ter paciência. Com ou sem VPN, a internet, na maioria das vezes, é muito lenta. Para abrir um aplicativo no celular é preciso habilitar o VPN, esperar ele conectar, abrir o app e esperar, esperar e esperar até carregar.

Por isso que digo, nada como sair da China e poder usar a internet sem limites, tão  simples que a gente até estranha…

  • Atualizado em março de 2016, acesse este link para informações atuais.