Você já imaginou conversar em português com os nativos da China? Ou um lugar na Ásia onde as placas e sinais são todos no nosso idioma? Agora, imagina se esse lugar tivesse mega cassinos e hotéis luxuosos!? Parece brincadeira, mas esse lugar existe! Macau é uma ilha ao sul da China e ao leste de Hong Kong, que foi colonizada pelos portugueses e pertenceu a Portugal até o fim de 1999, quando foi devolvida a República Popular da China. Por isso, Macau se encaixa na mesma situação de Hong Kong: um país, dois sistemas. Os assuntos externos são de resonsabilidade do governo chinês, mas Macau tem suas próprias regras quanto a algumas questões políticas e sociais: a moeda é o MOP (diferente da China Continental), internet é liberada (oba!), brasileiro não precisa de visto para entrar, são apenas algumas diferenças entre Macau e China.

Logo que você aterrisa no aeroporto já se sente em casa kkk. As placas informativas e demais painéis são todos em português. Macau é relativamente pequena e a maioria dos hotéis tem transfer do aeroporto. Mas se precisar, táxi é bem barato.

Largo do Senado praça publica Taipa Macau

A ilha é divida em três regiões: Taipa, Cotai e Coloane, que são interligadas por meio de pontes. A Península de Macau, Taipa, é a parte histórica e cultural da cidade. Um região pequena, mas que abrange mais de 20 prédios históricos, e que foi nomeada pela UNESCO, como Patrimônio Cultural e Centro Histórico de Macau. Em Taipa todas as atrações turísticas e nomes de ruas são em português, muito legal! O must-see é as Ruinas da Igreja de São Paulo, que é considerado o maior monumento do Cristianismo na Ásia. A Igreja foi construída em 1602 e pegou fogo em 1835, ficando em ruínas, que hoje é a principal atração de Macau. Próximo das Ruinas fica a Fortaleza do Monte, a principal construção militar de Macau, com quartel e canhões que foram usados em 1622, para combater a invasão holandesa. Do alto do Forte, é possível ter uma vista aérea da cidade. A Península é uma região antiga e não muito bonita, mas vale a pena o passeio. A entrada é free e dentro do Forte fica o Museu de Macau.

Escadas Ruinas da Igreja São Paulo Macau historia

Ruinas Igreja São Paulo fogo macau

Vista da peninsula de macau Taipa

Fortaleza Forte macau canhão militar

A melhor maneira de chegar a estas atrações é através do Largo do Senado, considerado o centro urbano de Macau e o ponto mais popular de eventos públicos e celebrações. A praça é aconchegante, cercada por prédios coloridos e no estilo neo-clássico e tem calçada com azulejos preto e branco, formando desenhos que lembram muito as calçadas de Copacabana. A praça fica entre a Avenida da Praia Grande e a Avenida de Almeida Ribeiro.

Largo do Senado praça classica Copacabana macau

Largo do Senado praça centro Macau

Macau ainda tem a Igreja de São Domingos, a Igreja da Santo Antônio, Igreja de Santo Agostinho, o Templo A-Má, o Museu de Arte, a Casa do Mandarim, entre outros, como atrações turísticas. A cidade é pequena e a visita a estes lugares, toma de um a dois dias, dependendo do seu grau de interesse.

Igreja do Largo do Senado Macau

Cidade colonizada portugueses taipa Macau

Maaaaas, não esqueça de reservar alguns dias para relaxar nos luxuosos hotéis e curtir os mega cassinos. Na minha opinião, a parte mais divertida de Macau é Cotai. Mas sobre isso, eu conto no #DestinoChina da próxima semana. 😀

Zài jiàn