ATUALIZAÇÃO EM NOVEMBRO DE 2017

Esses dias estava analisando os acessos do blog e notei que um dos posts mais acessados da história do China Chic é o que falo sobre VPN. Claro, todo mundo sabe que diversos sites, plataformas e redes sociais são bloqueados na China, portanto, quem está com viagem marcada para o país, nada mais certo do que pesquisar sobre as opções de VPN e estar devidamente preparado assim que aterrissar em terras chinesas.melhores vpn china sites redes sociais facebook bloqueado

Para aqueles que ainda não estão familiarizados com a palavra, explico rapidinho e de forma bem leiga como o VPN funciona: o software mascara o IP do computador, celular, tablet ou qualquer outro dispositivo eletrônico que possa ter acesso a internet. O endereço de IP real é substituído pelo IP de outro país, como se o dispositivo no qual a internet é acessada esta naquele país em questão. Por exemplo, quando o usuário conecta o VPN no local “Brasil”, é como se ele estivesse nesse país acessando a internet. Ou seja, será possível acessar qualquer site e rede social liberado no Brasil.

Na verdade, o objetivo principal do VPN é outro. É uma ferramenta extremamente importante para empresas, mas na China o usamos para driblar o Great Firewall (GFW), nome dado ao sistema de bloqueios virtuais do governo chinês. Só assim podemos fazer pesquisas no Google, checar nossos emails do Gmail, olhar nossa timeline do Facebook, curtir algumas fotos no Instagram, assistir vídeos no Youtube e histórias no Snapchat e por aí vai.

Sou super adepta das redes sociais (para não dizer viciada hehe). Já tive experiências com vários VPNs diferentes e deixo aqui as minhas dicas para quem vem à China:

ExpressVPN

Um dos VPNS mais populares entre expatriados na China. Ele é considerado rápido, seguro, tem uma plataforma simples e fácil de acessar e o VPN fica conectado durante horas, sem cair. Por esses serviços, o plano acaba saindo um pouco mais caro que os demais (USD 12,50 por mês, se não me engano), mas se você ficará um bom tempo na China, vale o investimento. É possível acessar em vários dispositivos diferentes ao mesmo tempo. Atualmente, eles tem disponível a versão free por uma semana, mas claro que a versão paga funciona melhor.

Por muito tempo usei o Express e sempre o indiquei, até que no início deste ano (2017) comecei a enfrentar problemas para conectar no celular (sistema IOS) e muita lentidão para baixar imagens, vídeos e outros arquivos e acabei voltando a usar o Astrill.

ASTRILL

O Astrill já teve altos e baixos. Durante muito tempo o vpn só funcionava com a ajuda de outro aplicativo, o AnyConnect. Até que o Astrill desenvolveu um novo aplicativo para o celular e passou a funcionar super bem no IOS. Atualmente é o que mais uso. Eles oferecem plano mensal, semestral ou anual e ainda tem a opção de plano para um único usuário ou o plano “família”, que permite o acesso a um grande número de dispositivos diferentes ao mesmo tempo e promete maior velocidade. É o que uso atualmente e indico. O usuário tem diversas opções de localidades para escolher, o vpn se conecta em poucos segundos e a velocidade é rápida.

Por facilitar tanto o acesso aos sites de fora da China, o Astrill esta bem visado pelo Great Firewall e recentemente (desde de setembro), surgiram relatórios de pessoas de Shanghai de que o Astrill não está sendo mais efetivo. Em Xiamen ainda funciona bem.

 

Betternet 

Alguns conhecidos já me indicaram este software. Testei algumas vezes e funciona ok. Indico pois ele é totalmente grátis. Então se você não quer gastar com VPN, tente o Betternet.

——

Pesquisando rapidamente pela internet, descobri mais alguns VPNS: o Vypr VPN e o PureVPN considerados os melhores que funcionam na China, junto com o Express e o Astrill. Ainda não testei, mas foram bem cotados e sugeridos em diversos sites.

Minha sugestão é já baixar o aplicativo do VPN no seu mobile, instala-lo no computador e fazer o cadastro antes de entrar na China. O App Store funciona normalmente aqui, mas costuma ser bem lento. Importante ressaltar que mesmo o VPN sendo muito bom, nem sempre ele conecta na primeira tentativa. As vezes demora minutos ou até horas para funcionar e só nos resta esperar… Ou ficar trocando o país até conseguir conectar. Por que? Porque a China bloqueia os endereços de IP que consegue rastrear, portanto se você usa muito o mesmo endereço de IP, não estranhe se um dia ele não conectar mais. Caso não conseguir conectar em nenhum país, reinicie o dispositivo. Se não der certo, vá nas Preferências/Ajustes do seu computador ou celular e verifique se o VPN está ativado. Ainda não funcionou? Então entre em contato com o suporte do VPN em questão.

Já ouvi falar é que o VPN costuma funcionar melhor em aparelhos Android e Windows. O sistema IOS de Iphones, IPads, IMacs e outras aparelhos da Apple são os mais visados pelo GFW. A verdade é que já saíram notícias na mídia informando que a China está pegando pesado com as companhias telefônicas e deu um prazo até fevereiro de 2018 para que estas consigam bloquear qualquer acesso aos VPNs. Será? Só esperando as cenas dos próximos capítulos para saber…

Eu, sinceramente, não sei como seria a vida na China sem VPN. No mínimo, seríamos totalmente alienados ao que acontece no mundo ocidental. Se você já testou algum(uns) dos que citei ou tem outros para indicar, sinta-se a vontade para deixar seu comentário.

Se você gostou das dicas deixe o seu “like”. E se ainda não conhece as redes sociais do blog, clique aqui e dá um follow: Instagram @evelynpinheiro| Facebook @Chinachicblog

E por último, lembre-se: ao acessar o VPN, a velocidade da conexão diminui, portanto, tenha paciência, muita paciência…