Assim que comecei a pesquisar sobre Nice, sabia que iria amar a cidade. Primeiro, porque eu amo praia. Segundo, porque Nice tem muito mais que um belo cenário litorâneo para oferecer – a cidade exala história (não é a toa que a parte mais famosa é o Centro Antigo), tem cultura, arte, boa gastronomia, excelentes vinhos, gente bonita… E não é que foi amor a primeira vista mesmo!? Nice é a quinta maior cidade da França, é a capital da Cote d’Azur e depois de Paris, é a que mais recebe turistas do mundo todo.

Depois de aterrissarmos no aeroporto da cidade e retirarmos nosso carro alugado (contei mais detalhes neste post) a primeira parada foi… a praia, claro!  Com pedras ao invés de areia e um mar de água verdinha (e gelada!), a praia de Nice pode não ser assim tão famosa, mas tem seu charme. A longa faixa de pedras é dividida em área pública e particular. A área pública, como o nome já diz, é aquela onde as pessoas podem acessar livremente e onde os mais corajosos podem estender sua canga e deitar (nas nada confortáveis pedras). A área particular é a dos Beach Clubs, onde os turistas devem desembolsar alguns euros para usufruir de uma cadeira de praia e guarda-sol. Escolhemos um Beach Club e como já era fim de tarde e iríamos consumir, não precisemos pagar pelo aluguel. Essa época, do início ao fim do verão, é tão gostosa na Europa… o sol se põe depois das oito horas da noite. A praia é de pedras, mas tem uma parte com areia, rede de vôlei e uma galera praticando esportes no fim de tarde. Muito astral.

promenade des anglais praia nice frança

gastronomia frança praia nice

Se você estiver em Nice, definitivamente, não pode deixar de caminhar ou pedalar pela Promenade des Anglais, a charmosa avenida a beira-mar, onde ficam os melhores e mais caros hotéis da cidade. As palmeiras altas, a avenida larga e os carrões conversíveis que trafegam pelas ruas lembram muito Miami. Depois de pegarmos praia, fomos caminhar pelo calçadão em direção a outro ponto turístico de Nice. Da Promenade des Anglais (que depois vira Quai des États Unis), mesmo de longe, já é possível avistar a Colline du Château ou Colina do Castelo.

Ainda no calçadão, próximo da Colina foi montado um memorial para as vítimas do ataque com caminhão, que aconteceu em julho deste ano. Muito triste. Mas o clima gostoso da cidade não permite que a gente se abale por muito tempo. Pelo calçadão, as pessoas passam pra lá e pra cá caminhando, fazendo cooper, andando de Vélo Bleu (as bicicletas alugadas)… Nos deparamos ainda com cantoras líricas e outros artistas de rua mostrando seus talentos.

Sobre a Colline Du Château, li que é possível subir até o topo de elevador, mas na hora que fomos, o elevador já estava fechado. E de qualquer maneira, iríamos pelas escadas, porque né… Nada de sedentarismo. E com certeza foi a melhor escolha. A cada “andar” alcançado, você se vê parando para apreciar a vista e tirar fotos, porque, uau, é muito linda! No topo, as ruínas do tal castelo não impressionam, se vê apenas um parque e uma carrocinha de lanches. A subida vale a pena mesmo pela vista: de um lado enxergamos boa parte da Promenade des Anglais e do outro, o Porto de Nice. Lá do alto é possível ter uma ideia da imensidão da praia. Indescrítivel!
.
vista colline du château colina do castelo praia promenade nice
.
Vista Colline du Chateau porto nice barcos iates
 .
Na descida da Colina tivemos uma grata surpresa: descobrimos o Movida Bar, um bar de tapas super descolado, com ambiente agradável, música boa e bem localizado. Não é muito grande, mas fica de frente para a praia e a varanda do segundo andar, cheia de mesinhas, e um ótimo spot para assistir o pôr-do-sol. Do sunset até altas horas da madrugada, costuma ficar lotado. Curtimos tanto que voltamos outras vezes durante nossa estadia em Nice.
 .
Uma das regiões mais famosas e turísticas de Nice é a Vieux Nice, ou seja, a parte antiga da cidade. A Cours Saleya é a rua principal e fica uma acima do bar de tapas. Por ali encontramos um mercado de rua, onde o que mais me chamou a atenção foi a variedade de obras de arte e artistas locais mostrando seu trabalho, há também vários restaurantes charmosos, barzinhos com som ao vivo no cair da noite e algumas lojinhas de souvenirs. É um passeio bem turístico, mas muito agradável, tanto durante o dia, quando acontece o Marché aux Fleurs (Mercado das Flores), quanto a noite, quando as mesas e cadeiras invadem as calçadas e os turistas se reunem e jantam por ali mesmo. Mais pra cima dessa rua, existem vários bares e até nightclubs.
.
Vieux nice centro antigo restaurantes
.
vieux centro antigo nice mercado de rua
.
Ainda no Centro Antigo, está a principal praça de Nice, a Place Massena, construída em 1840 e reformada recentemente. O piso quadriculado preto e branco e os prédios antigos com fachadas graciosas de cores quentes definem a arquitetura do lugar, que lembra o estilo art deco. Essa parece ser a região mais chic de Nice, pois é aqui que ficam concentradas as lojas de grifes famosas (italianas e locais) e bem no meio da praça passa o Tramway, o transporte público mais moderno da cidade. Mais o que chama mais atenção é a enorme estátua do Apollo e as sete pequenas estátuas de resina, posicionadas no alto de pedestais, que ficam coloridas a noite.
.
Place Massena praça Nice estatuas
.
Place Massena Praça centro Nice tramway
.
Anexado a praça há o Jardim Albert 1er e o show de águas é o que acredito ser a parte mais interessante do jardim.
 .
O hotel Negresco é outro ponto turístico famoso de Nice. É um hotel 5 estrelas do século XX. Eu recomendaria fazer essa visita a noite, como nós fizemos, pois tiramos os dias para aproveitar as praias da Riviera Francesa. A fachada do hotel é até mais bonita quando iluminada durante a noite. Ela já chama a atenção por si só, mas o mais incrível é a decoração interna, totalmente de época e com estilo único. Assim que chegamos ao hotel, a primeira parada foi no bar para tomar um drink. Suuuper expensive devo dizer, mas como não sabemos se um dia teremos essa oportunidade de novo, aproveitamos o momento. O bar fica de frente para a Promenade des Anglais e tem uma decoração irreverante e ao mesmo tempo aconchegante.
O saguão de entrada do hotel é simplesmente maravilhoso, uma chiqueza só. Vale a pena visitar cada andar do hotel, pois cada um tem uma decoração diferente e criativa. Ah, e não deixe de dar uma passadinha no banheiro feminino, pois é muito fofo!
.
Hotel negresco luxo turistico
.
Bar hotel Negresco Nice Franca
.
hotel negresco decoração epoca luxo
.
Hotel Negresco decoração epoca luxo
Nice ainda tem inúmeras praças, prédios históricos e três famosos museus, que eu gostaria de ter tido mais tempo para conhecer: Musée Matisse; Musée National Marc Chagall e; Musée d’Art Moderne et Contemporaine – Mamac.
.
.
Informações úteis: nos hospedados próximo do Vieux Nice, a parte mais turística da cidade, com a intenção de fazer tudo a pé. Ficamos no apart hotel Appart by Villa Rivoli, que não tem nada demais, mas a região é ótima. Não é bem no meio da confusão, mas tem ótimos restaurantes e cafés próximos e está a duas quadras da praia. Alugamos o carro para fazer os passeios para cidades próximas de Nice. No Centro Antigo da cidade é bem complicado arranjar vaga para estacionar e o estacionamento pago costuma ser bem caro. E não deixe de provar os famosos vinhos rose da região de Provence, tem um mais delicioso que o outro!
 .
.
No mais, foi um prazer conhecer essa cidade tão charmosa e encantadora. Recomendo à todos os viajantes… Nice is so nice! rsrsrs