Todo mundo concorda que os costumes chineses podem ser um tanto quanto estranhos aos olhos de nós ocidentais, não é?! O choque cultural é, praticamente, inevitável quando chegamos pela primeira vez à China. Mas sempre acreditei que morar fora é um aprendizado constante e uma forma de expandir os horizontes, aprender novas culturas e enriquecer nosso conhecimento.

Depois de alguns anos vivendo e convivendo com chineses, aprendemos a compreender seus costumes, aceitar e até nos render a alguns deles. Foi o que aconteceu comigo. Sabe os chamados “hábitos saudáveis”?! Pois é, os chineses tem vários e é quase impossível não incluir alguns deles na nossa rotina. Vou contar um pouco da história por trás de cada um e assim fica fácil entender porque eu me rendi:

costume chineses tirar os sapatos em casa

TIRAR OS SAPATOS AO ENTRAR EM CASA

Um hábito secular que continua sendo praticado nos tempos modernos, não só pelos chineses, mas pela grande maioria de asiáticos ao redor do mundo. Segundo a história, antigamente as casas asiáticas eram construídas a quase um metro do chão, e era comum as pessoas tirarem os sapatos antes de adentrar à casa. Não apenas por isso, a limpeza da casa é outra grande razão para essa prática. Os orientais acreditam que deixar os sapatos do lado de fora evita que o lixo da rua e as más energias entrem porta adentro de suas casas. E até não muito tempo atras, o estilo de vida chinês era centralizado no chão (eles faziam refeições, reuniões, brincadeiras e até relaxavam sentados no chão), por isso, manter o piso limpo era essencial.

Os chineses sempre tiram os sapatos ao entrar em casa e esperam que as visitas façam o mesmo. E normalmente oferecem meias, chinelos ou pantufas para os convidados. Os sapatos podem ser deixados na frente da porta de entrada ou guardados em um armário próximo da entrada da casa (praticamente toda casa chinesa possui um armário especial para guardar sapatos na área interna ou externa da casa).

As ruas da China costumam ser bem sujas, principalmente com restos de comida e eu me sentia muito mal caminhando pela minha casa com o mesmo solado que pisou nessas ruas. Por isso, esse foi um hábito que inseri com muita naturalidade em minha rotina, e hoje acho até estranho quando uso sapatos dentro de casa. Falando do ponto de vista científico, há pesquisas que comprovam que uma sola de sapato pode carregar mais de 420 mil (!!!) tipos diferentes de bactérias. Algumas dessas bactérias são causadoras da pneumonia, infecções renais e respiratórias. Então não é apenas uma questão de costume, mas também de higiene e saúde e eu aprendi a ser totalmente adepta!

BEBER ÁGUA QUENTE

Um estrangeiro que recém chegou à China vai estranhar o fato de que qualquer restaurante daqui, seja esse de culinária local ou internacional, servirá água de graça aos clientes. Sim, essa é uma prática suuuper comum no país. Até aí tudo bem, já que é de graça… Mas estranho mesmo é o fato de que a água servida é quente!

Os chineses tem o costume de beber água quente, independente da hora do dia, da estação do ano e da temperatura que está na rua. Este é um costume que vem dos tempos em que os moradores não tinham acesso a água tratada. Então a água era fervida para matar as bacterias prejudiciais à saúde. Esse hábito se mantêm forte até hoje, pois os chineses acreditam que a água quente faz bem para a saúde, ajuda na digestão, entre outros benefícios. Segundo eles, a água ingerida deve estar na temperatura do nosso corpo, caso contrário, o corpo gastará muito energia para esquenta-la. Mulheres grávidas ou que estão no período menstrual, por exemplo, não devem tomar nada gelado, nem água e muito menos sorvete!

Confesso que no início eu torcia o nariz para esse hábito, mas depois de algum tempo morando na China a gente acaba desistindo de tentar ser diferente e adere aos hábitos deles. Até porque tem diversos restaurantes, cafés e bares que nem comercializam água mineral (acredite, já passei por cada uma tentando pedir uma garrafa d’água para o garçom, parecia que estava pedindo dinheiro emprestado!). E caso você se aventure e peça água gelada, tem garçom que fica surpreso, não entende o porquê de você querer isso… E tem os mais espertinhos que trazem um copo de gelo e pedem pra gente esperar a água gelar
(kkkkkk
 haja paciência)
! Até na academia, em dias quentes de verão, eles bebem água fervendo enquanto se exercitam. Então na persistência dos chineses quanto a esse hábito, acabei aderindo e hoje ja me acostumei a beber água quente. No fundo, mesmo que essa crença não seja cientificamente comprovada, eu acredito sim que a água quente possa fazer bem para o funcionamento do meu corpo tanto quanto a água natural faz.

TOMAR CHÁ

Seguindo a mesma linha de raciocínio de beber água quente, tem-se o hábito de tomar chá, várias vezes ao dia, especialmente antes e depois das refeições. A China é o país de origem do chá e o costume de beber chá é uma herança carregada a mais de 5 mil anos.

Sabe-se que os chás oferecem inúmeros benefícios, entre eles: melhoram a imunidade, ajudam na digestão e na concentração e tem alguns que até tem o poder de cura. Cada tipo de chá tem um valor único para a medicina chinesa e possui peculiaridades específicas para cada necessidade do nosso corpo.

Conhecer diferente tipos de chá e incluí-los na minha vida tem feito com que eu diminua o hábito de tomar remédios. Quando surge um mal estar abdominal, uma azia ou má-digestão ou quando sinto o corpo cansado, com sintomas de gripe, já separo as ervas e esquento a água. Afinal, quanto mais natural, melhor para a saúde e para o corpo.

Já fiz um post contando mais sobre a relação dos chineses com o chá, dá uma olhada aqui nesse link.

JANTAR CEDO

Não estranhe se algum dia receber um convite de um chinês para jantar com hora marcada para as… seis da tarde!! Na maioria das famílias chinesas, os pais chegam em casa do trabalho por volta das seis horas da tarde, mesmo horário que as crianças voltam da escola. E é hábito dos chineses chegar em casa e logo se reunirem a mesa para fazer a principal refeição do dia preparada por algum membro da família. Nos restaurantes não é diferente, o horário de pico é em torno das 7 horas e em cidades chinesas menos internacionais, os restaurantes fecham as 10h da noite.

O jantar se tornou a refeição mais importante do dia para os chineses, exatamente por ser o momento de reunir a família em volta da mesa. Eles costumam comer sopas, vegetais cozidos, carnes e noodles. As refeições são bem servidas e com muito carboidrato, por isso, a importância de jantar cedo (e também de tomar chá após comer). Mais tempo para a digestão…

No início eu achava muito estranho. Chegava em casa no fim da tarde e já sentia o cheirinho de comida vindo da casa do vizinho. Passava em frente aos restaurantes com o dia ainda claro e as mesas estavam lotadas de chineses e de pratos de comida. Já aconteceu várias vezes de chegar em um restaurante as 9h da noite e a cozinha estar fechada. Ou de os funcionários do restaurante estarem limpando e empilhando as cadeiras nas mesas as 10h enquanto eu e meus amigos terminávamos o jantar (tão desagradável…). Mas com o tempo (e esses percalços) fui compreendendo o hábito deles e me acostumando a jantar cedo. Afinal, não dizem que dormir de barriga cheia faz mal!? Então, assim como nos meus vizinhos chineses, a janta passou a ser servida cedo aqui em casa e na marra, tive que aprender a chegar mais cedo nos restaurantes para não correr o risco de ficar sem comer rsrsrs.

ALONGAR O CORPO

Além de serem mestres em usar de práticas e técnicas, como a dança e series de movimentos e exercícios, para cuidar do corpo e da mente, os chineses, no geral, são super ativos, inclusive os idosos. Eles não fazem o tipo que ficam horas na academia levantando peso, mas sim, se reúnem em praças e parques para se exercitar, correr, dançar, praticar o Tai Chi Chuan e tantas outras atividades que movimentam o corpo. Para eles, se exercitar é um dos segredos para uma vida longa. E eu concordo plenamente!

Além desses exercícios que citei, eu reparei o quanto os chineses gostam de se alongar. Exercícios de alongamento são práticas muito antigas, herança da ginástica terapêutica chinesa e os orientais acreditam que o ato de se alongar fortalece as energias que circulam no nosso corpo e na nossa mente e tem o poder de harmonizar o nosso yin e yang. Dao Yin é o nome dado a uma das práticas chinesas que envolve o alongamento, juntamente com a respiração.

Falando das minhas experiências, nos longos voos entre Brasil e China, por exemplo (que parecem não acabar nunca!), eu notei como os chineses são muito mais ativos dentro do avião do que os ocidentais. Eles costumam se levantar, caminhar pelo avião, e param num cantinho para se alongar. E vou te falar, como isso faz diferença no nosso bem estar e na hora de evitar as indesejáveis dores no corpo. As meninas que frequentam a academia… já me surpreendi com várias, o tanto que esse povo tem elasticidade!! Acredito que o alongamento seja inserido na vida do chinês desde cedo, e por isso a facilidade para pratica-lo.

Eu sempre fui adepta de atividades físicas, mas passei a me alongar mais depois que comecei a reparar nos chineses e aprender novas técnicas com eles! E sério, não tem contra-indicações… rsrs

———

Bom, diante das inúmeras diferenças culturais entre ocidentais e orientais, esses cinco costumes são alguns dos principais aprendizados que tive com os chineses. E olha só como é fácil aderir a certos hábitos deles… Se identificar ou não com esses costumes é questão de ponto de vista, mas acredito que eles vieram para agregar valor à minha vida, à minha saúde e ao meu bem-estar.

E tem tantos outros que ainda não aderi completamente, mas já se tornaram tão comuns pra mim, como comer de palitinho, andar de sombrinha em dia de sol (leia mais aqui) e dormir em qualquer canto (post aqui!)…

E você, já aderiu a algum hábito chinês? Qual? Me conta aqui nos comentários!

谢谢你,再见

Xièxiè nǐ, zài jiàn 😉