29 maio, 2015
Romance no ar – sessão de fotos antes do casamento
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

noiva vestido casamento trash dress bund xangaiUma tradição para os jovens noivinhos chineses é a sessão de fotos antes do casamento. Tipo um pré-trash-the-dress clean – eu que inventei o nome, mas explico: os casais tiram fotos vestidos de noivo semanas ou até meses antes do casamento, geralmente em algum ponto turístico da cidade. O “clean” no nome é porque a ideia não é sujar o vestido de noiva da moça, como o tradicional Trash the Dress. O objetivo dos pombinhos é ter um álbum de fotos posando de véu e grinalda em algum cenário lindo, além do álbum com as fotos da cerimônia e da festa de comemoração.

Por isso, é comum encontrar casais chineses na maior chiqueza pelas ruas, sendo fotografados. E não é nada amador não, por trás dos cliques estão equipe com fotográfo, maquiador, iluminador, diretor, assistentes e tudo mais que uma grande produção pede. E quanto mais diferente o cenário, mais status pro casal. Já presenciei casal chinês fazendo o “pre-trash-the-dress-clean” em Bali e até em Paris (põe noiva chic nisso, ein).

E para contratar os serviços é fácil. Equipes que fazem esse tipo de trabalho estão por toda a parte na China, montam até quiosques no meio dos principais shoppings centers.

As seguintes fotos foram feitas em Xiamen, cidade onde moro, na ilha de Gulang Yu, que pertence a mesma e em Xangai. ↓ Read more (mais…)

SaveMe!
28 maio, 2015
A moda da sombrinha em dia de sol
Comportamento, Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

chinesa umbrella feliz solQuando eu cheguei pela primeira vez na China era verão, calor do cão, sol a pino e nenhuma previsão de chuva. Mas o que mais se via nas ruas eram guarda-chuvas! Hã, oi?

Isso faz eu me lembrar de quando era pequena, vez ou outra via uma senhora andando na rua com sombrinha aberta em pleno dia de sol e não conseguia entender o porquê. Claro, depois a gente cresce e compreende. Era para se proteger do sol e do calor.

Na China, a coisa mais comum – e digo isso sem exagero – é andar de guarda-chuva aberto nos dias de sol. Crianças, jovens, adultas e idosas, não interessa a idade, todas são adeptas desse costume. Passear em lugares turísticos ou muito movimentados em dias ensolarados não é tarefa fácil, requer muita paciência, porque é uma “bateção” de sombrinha pra lá, sombrinha pra cá. Tudo isso porque os chineses prezam muito pela pele branca.
amigas chinesas trabalho sol

sombrinha praia sol dia

sombrinha guarda chuva sol chinaAs que andam de moto ou bike geralmente usam panos ou lenços ao redor do rosto e luvas nas mãos (aquelas tipo de tirar coisa do forno, sabe?!), mesmo se estiver fazendo 40 graus. Tudo para se proteger do sol. E toda essa preocupação não é para evitar os males causados pelos raios solares, cancêr de pele e tal, mas sim para não pegar aquele bronze.

moto bike luvas proteger sol

E se esquecer a sombrinha em casa, não precisa se preocupar. Ao primeiro raio de sol que aparecer, as calçadas em frente aos shoppings, centro comerciais e saídas de mêtro são tomadas por vendedores ambulantes acompanhados de guarda-chuvas de todas as cores e tamanhos.

sombrinhas a venda rua

Eu como adoro me bronzear, sempre achei que um protetor solar power fosse o suficiente, mas depois de raciocinar sobre os efeitos dos raios solares e de como estamos próximos da linha do Equador, onde o sol é mais forte, estou considerando virar adepta do uso da sombrinha. E você, aprova a ideia ou acha exagero?

24 maio, 2015
Exposição no MET Museum – China: Through the Looking Glass
Cultura, LIFESTYLE, MODA, Tendências

Já comentei aqui no blog sobre os looks do Met Gala 2015, mas agora é hora de falar do que realmente interessa – a exposição China: Through de Looking Glass (China: através do espelho). A mostra de primavera do Met Museum, o Metropolitan Museum of Art de Nova Iorque, tão esperada por quem aprecia arte e moda, este ano foi organizada pelo Costume Institute em parceria com o Departamento de Arte Asiática. Traz como tema a influência da cultura chinesa na moda ocidental e a imaginação fashion da China nos ultimos séculos. São mais de 140 amostras de trajes, pinturas, porcelanas e filmes chineses ou inspirados no país ao lado de peças de alta costura, expostos nas Galerias Chinesas e no Anna Wintour Costume Center.

Porcelana da Dinastia Ming (seculo XV) Evening dress by Roberto Cavalli, 2005-6 e Sarah Burton dress para Alexander McQueen 2012
Porcelana da Dinastia Ming (século XV); Evening dress by Roberto Cavalli, 2005-6; e Sarah Burton dress para Alexander McQueen, 2012

Eu vejo essa exposição como uma grande oportunidade para trazer a cultura e o conceito de moda da China para o mundo ocidental e mostrar que o mercado chinês vai muito além de eletrônicos, mão de obra barata, roupas e coisas de má qualidade (o que não é bem verdade). O objetivo não é falar sobre a China em si, mas sim mostrar a interação cultural e a forma como a fantasia do país serve de fonte de inspiração para designers, disse o curador Andrew Bolton. Seu objetivo é fazer as pessoas terem um outro olhar sobre a moda oriental e desfazer as percepções errôneas que moldaram as idéias ocidentais.

Vestido Yves Saint Laurent by Tom Ford, 2004
Vestido Yves Saint Laurent by Tom Ford, 2004, no Preview da exposição. Liiiiindo!
John Galliano dress para Christian Dior Couture, 1997-98
Vestido John Galliano para Christian Dior Couture, 1997-98
Quiproco Cocktail dress Christian Dior, 1951
“Quiproco” Cocktail dress by Christian Dior, 1951
Vestido do designer chinês Guo Pei
Vestido do designer chinês Guo Pei
Vestidos Vivianne Tam e Andy Warhol, 1995 com as faces de Mao Tse Tung
Vestidos Vivianne Tam estilo Andy Warhol, 1995, com as faces de Mao Tse Tung

Aperte o play e veja mais dessa encantadora mostra!

A exposição abriu as portas para o público no dia 07 de maio e vai até dia 16 de agosto. Até agora só se ouviu críticas super positivas da imprensa sobre o que dizem ser uma das maiores exibições do Met Museum. Quem estiver em Nova Iorque não pode deixar de ir!