28 agosto, 2015
Bali | O paraíso na Ásia: onde ficar e se hospedar
Bali, VIAGENS

Bali Anantara férias paraísoResponda rápido: como você imagina o paraíso? Se você é como eu e pensou em praia, sol, calor e pessoas felizes, seu lugar é Bali. A principal ilha da Indonésia foi a primeira viagem que fiz depois que vim para a China e posso dizer: Bali é a definição de paraíso na terra!

Na mais famosa, entre as 13.667 ilhas da Indonésia, as praias são paradisíacas, a água do mar é cristalina e morna e os locais são MUITO simpáticos e receptivos. Bali é longe do Brasil? É… são cerca de 30 horas de voo e mais o tempo de escala, mas assim que você se depara com as belezas naturais da ilha, toda a distância vale a pena. E quer saber de outra notícia mara? Bali é um destino extremamente ba-ra-to. Isso mesmo, a moeda – rupia indonésia- é muito desvalorizada em relação ao dólar: 1 dólar vale 12 mil rupias indonesia. É tipo Vietnã {já leu as dicas de lá?} onde você troca 500 dólares e ja vira milionário (com uma penca de notas que valem alguns milhões de rupias kkkk). Você pode se hospedar em hostel gastando uma miséria por dia (alô mochileiros e surfistas) ou ficar em resort 5 estrelas na beira da praia com diária a preço de hotel simplérrimo no centro do Rio de Janeiro. Tem para todos os estilos de viajantes e todos os budgets, mas gastando relativamente pouco, é possível ter luxo, sombra e água fresca.

Mas afinal, onde ficar em Bali? Eu não imaginava que a ilha fosse tão grande (já li por aí que ela é maior que o estado de São Paulo) e é impossível conhece-lá toda em apenas algumas semanas de férias. Mas as praias mais procuradas são as do sul da ilha, na península de Bukit, e nas próximidades de Kuta, que fica perto do aeroporto de Denpassar, o principal da ilha. E é bom avisar: pela falta de estrutura rodoviária, o trânsito em Bali é caótico e mega movimentado. Por isso, minha sugestão é escolher alguns lugares para ficar hospedado por alguns dias e não sair muito daquele região. Pesquisei muito antes de viajar e se você está convencido de que Bali é O lugar, aqui vão minhas dicas de onde se hospedar. PS: sempre, sempre reservo pelo BOOKING.COM, o site top número 1 para quem ama viajar e que tem vários descontos.

KUTA, SEMINYAK E LEGIAN

Kuta é considerado o centro da ilha, é a parte mais estruturada e recebe muitos turistas todos os anos. Mas a praia não tem nada de especial, é muita gente e muita sujeira, por isso nem indico muito ficar hospedado por aqui – Kuta somente para compras e vida noturna agitada.

Seminyak e Legian são próximas de Kuta, mas as praias são mais limpas e menos tumultuadas. Eu quis ficar uns dias em Seminyak porque é a praia mais descolada da ilha. E apesar da praia não ser assim, liiiinda, eu curti muito . É lá que ficam os beach clubs mais babados (Potato Head and Ku De Ta, demóoois), vários restaurantes e bares badalados e lojas boutiques. Eu super indico para quem procura agito, música e animação.

Eu fiquei hospedada no THE CLUB VILLAS, que é simplesmente incrível. São vilas com cozinha, quarto, banheiro com banheira e piscina privativa, demais ein!? E por um preço super amigo. A localização é ótima, no meio dos principais bares e restaurantes e a menos de 10 minutos de caminhada da praia. Atendimento perfeito, sempre levavam o café da manhã na vila no horário que pedíamos. E que delícia! Não é todo dia que a gente pode saborear um café da manhã completo a beira da piscina – bateu saudades já…

Vila piscina privativa conforto bali

 

Também indico o ANANDA RESORT SEMINYAK, que é ao lado do The Club Villas. É mais simples e por isso o preço é ainda mais baixo, mas é super bacana e o café da manhã é ó, uma delícia.  

UBUD

O centro cultural de Bali não tem praia, mas tem tantas outras atrações interessantes e uma energia incrível. É o lugar ideal para apreciar a culinária local, relaxar em um spa ou curtir o conforto de um, entre tantos resorts de lá. Passei apenas um dia em Ubud e me arrependi de não ter ficado hospedada uma ou duas noites para explorar mais a região e conhecer melhor a cultura balinesa. Na próxima, não cometerei essa gafe novamente rsrsrs

Mas tops blogueiras internacionais, como a Chiara Ferragni do The Blonde Salad e a Jessica Stein do Tuula Vintage já se hospedaram no The Mulia FOUR SEASONS RESORT BALI, respectivamente. Alguma dúvida de que são bons?

 

Bali resort luxo banheira toilet

Rio Resort vista da piscina Ubud Bali

PADANG PADANG E ULUWATU

Agora sim chegamos ao que pode ser a definição de paraíso na terra! Essas duas praias, ao sul de Bali, são famosas pelos surfistas, mas formam uma piscina de águas naturais e cristalinas que deixa qualquer mortal apaixonado e com vontade de sair de lá nunca mais. Apesar da estrutura da região ser ainda um pouco precária, há diversas opções de hotéis e resorts de luxo.

O ANANTARA BALI ULUWATU RESORT & SPA foi o melhor lugar que já fiquei na vida (páreo duro com o Amiana Resort de Nha Trang, Vietnã). Ele fica na beira da praia de Impossible, que na verdade, vira Padang Padang, e fica a cinco minutos de moto da praia de Uluwatu (sim, alugamos uma motinho por lá). Tem a opção de vila privativa ou quarto de hotel, que é simplesmente um luxo – é espaçoso, tem banheiro com duas pias e sacada com banheira e vista para o mar. O que poderia querer mais? E tá achando que o preço é absurdo? Como tudo em Bali é mais barato, esse resort não fica para trás.

Alguns amigos ficaram no Blue Point Bay Villas & Spa, na boca da praia de Uluwatu e me falaram muito bem sobre o lugar.

Piscina borda infinita Anantara Bali

Vista praias de Bali Padang Impossible

Cafe da manha com vista para o mar

cafe da manha delicia suco colorful donuts

Com certeza, essa foi a região de Bali que mais curti e super indico para quem quer pegar praia mesmo.

JIMBARAM

Outra praia ao sul de Bali, Jimbaran é ainda mais perto do aeroporto e tem um dos resorts mais famosos da ilha, o AYANA RESORT & SPA. Eu fiquei super afim de me hospedar nesse hotel, mas optei pelo Anantara, pois no quesito praia, li que Padang e Uluwatu eram melhores. Mas se você pretende relaxar e se desligar do mundo, seja sozinho, com o seu love ou com a família, o Ayana é o lugar certo! Phynesse pura! Eu fui conhecer o resort e me encantei com a estrutura, os serviços e o atendimento – você não precisa sair de lá pra nada. E é aqui que fica um dos bares mais tops de Bali, o Rock Bar, com uma vista de tirar o fôlego. Quem está hospedado no hotel, tem preferência para entrar, o que é uma boa ein, pois o lugar está sempre cheio no pôr do sol.

Piscina borda infinita pool Ayana Resort Bali jimbaram

Rock Bar Ayana Resort Bali mar e por do sol

Essas são algumas das principais regiões de Bali, que conta ainda com a praia de Nusa Dua, mar limpo e calmo e muito procurada por famílias e tantas outras que possuem acomodações do jeito que você procura.

Obs.: qualquer compra/reserva feita através dos links contidos neste post, o blog recebe uma pequena comissão. Você  não vai pagar nada a mais, só ajudar o China Chic a manter-se ativo :)

E agora, já pode voltar pra lá? ♥ ♥ ♥

SaveMe!
17 agosto, 2015
Um tour por Shenzhen, a cidade mais rica da China
China, VIAGENS

Situada ao sul da China, na divisa com Hong Kong, Shenzhen e uma das cidades mais importantes para a economia e administração do país. Para se ter uma ideia, a economia de Shenzhen cresceu 9000% nos últimos 30 anos e hoje é um dos principais centros industriais. Por isso, é destino para muitos chineses e estrangeiros a procura de trabalho e melhores condições de vida. Mas o número de turistas na cidade tem aumentado constantemente e eu aproveitei que fica só a três horas e meia de trem-bala da minha cidade e fui conhece-lá (nessa época de ferias de verão, é bem comum os voos atrasarem mais de três/quatros horas, então para viajar à destinos próximos, a melhor opção é o trem-bala). Confesso que fiquei muito surpresa com a variedade de atracões turísticas e de programas bacanas que Shezhen oferece.

Para começar, uma das atracões principais é o Splendid China Park, que é simplesmente in-crí-vel! O parque tem miniaturas das principais maravilhas da China e é o lugar perfeito para quem quer conhecer os monumentos históricos, culturais e naturais e não tem muito tempo (e nem $$ para viajar para todas as cidades famosas do país). E juntinho com o Splendid China tem o parque Folk Culture Village, uma vila, onde é possível conhecer a cultura dos povos chineses e participar de vários shows legais. Você visita os dois em apenas um dia.

Splendid China Park miniaturas maravilhas da China

Folk Culture Village show apresentacao danca tradicional

Para chegar lá é só pegar o metrô e descer na estacão OCT (Overseas Chinese Town) e procurar pela saída do parque. Ah, Shenzhen é uma cidade enoooorme e diferente de Xangai, que é maior ainda, mas tem as principais atracões próximas uma das outras, em Shenzhen é tudo meio longe e as vezes de um ponto para o outro, demora em torno de 40 minutos de metrô. Mas o bom é que dá para ir à qualquer lugar usando transporte público e é bem fácil de se achar. Eu que estou longe de ser um Google Maps ambulante, me virei fácil fácil, pra cima e pra baixo com a ajuda do app Metro Shenzhen.

Na estacão seguinte, Window of the World, tem um parque de mesmo nome, que tem réplicas dos principais monumentos do mundo, como a Torre Eiffel, a torre de Londres, as pirâmides do Egito, Taj Mahal, as cataratas do Niagara e o parlamento de Brasília. MUITO legal!

Window of the World Torre Eiffel viagem Shenzhen China

Dali, peguei um táxi até o OCT Bay, uma região com vários restaurantes, shopping e um show 3D maravilhoso de águas e luzes, que acontece todos os dias as 20 horas e a entrada custa RMB 180, se nao me engano. Esse é o único lugar que conheci que não tem estação de metrô por perto, mas o táxi do Window of the World ou da estacão OCT é bem barato. OCT Bay Rua de bares Shenzhen

Também adorei passar um fim de tarde no Sea World Square. Um lugar super agradável para passear, com uma arquitetura aconchegante, um lago onde acontece um show de águas – free – um barco gigante ancorado para dar um charme e várias opções de restaurantes western – entre eles o Latina, uma churrascaria brasileira.

Lago e luzes Sea World Square Shenzhen

Sea World Square passeio Shenzhen barco

Show das aguas lago Sea Square Shenzhen

Eu indico o restaurante Shark, li ótimas recomendações no Trip Advisor e adorei o ambiente, a comida, e claro, a carta de vinhos variada e com preços justos. Ele tem outra filial no Coco Park e é famoso por ter um aquário de mini-tubarões na entrada.

Tá e compras, tem? Claro que tem!! Como em toda cidade chinesa, pra qualquer lado que você olhe, tem comércio, muuito comércio. Na região de Luohu tem o shopping King Glory Plaza, onde eu encontrei uma loja Top Shop, entre tantas outras, e tem também o Luohu Shopping Plaza, que é o fake market da cidade, no mesmo esquema de Xangai: réplicas de produtos de luxo e muita pechincha. Nessa região fica outra atração de Shenzhen, a rua de pedetres Dongmen, repleto de lojas. Ali perto, na estação de metro Laojie tem um centro comercial com muuuitas lojinhas, uma ao lado da outra, vendendo roupas super diferentes: vestidos rendados, blusas com recortes, sapatos, acessórios e até ternos bem estilizados. Se você tiver tempo de garimpar tem muita coisa estilosa por uma pechincha. Mas, por favor, não cometa o mesmo erro que eu e vá em uma tarde de domingo de verão, a não ser que você queira esbarrar com a multidão de chineses a cada passo que der e se deliciar (sóquenão) com o cheiro dos petiscos típicos fritos com azeite usado sabe-se lá há quantos dias, das centenas de barraquinhas ao redor.

No distrito de Futian, que é onde ficam os parques, tem um shopping chamado Coco Park, que além de várias lojas, tem uma parte externa bem agradável e algumas opções de bons restaurantes. Mas o shopping que eu mais gostei foi o Coastal City, no distrito de Nashan, pois é o que tem uma variedade maior de marcas internacionais, como Mac, Sephora, Forever 21, Uniqlo, Levi’s e muito mais. Fica ao lado da estação Houhai.

Na verdade, Shenzhen tem muito mais coisas para conhecer, afinal é a cidade mais rica da China em vários aspectos, mas como fiquei poucos dias lá, consegui vistar apenas esses lugares. Mas pesquisei muito antes de ir e acredito que estes sejam os passeios mais interessantes.

Gostou? Então nos acompanhe nas redes sociais:

Siga no Instagram @ChinaChic

Curta nossa Fan Page no Facebook

Add no Snapchat @ChinaChic8

06 agosto, 2015
Splendid China Park + Folk Culture Village – conheça a cultura e as maravilhas da China em um dia
China, Cultura, LIFESTYLE, VIAGENS

Cultura china casal chines tradiçao vermelho Imagina como seria interessante e bacana conhecer a cultura chinesa e todas as principais maravilhas da China em um só dia? Para quem se interessa por esse país rico em história, cultura e construções incríveis, o Splendid China Park é o principal must see no sul da China. O parque fica em Shenzhen, que faz divisa com Hong Kong, e entre outras atrações da cidade, esta, com certeza, é a mais diferente, educativa e incrível. Os adjetivos para descreve-la são bem variados, mas é exatamente essa a ideia do parque: agradar crianças e adultos, dos oito aos 80 anos. Um lugar para todos se divertirem e relaxarem.

Mas o que ele tem de tão bom? O Splendid China Park tem todas as principais construções históricas, culturais e até naturais da China em miniatura. São dezenas de templos, pagodas, vilas (inclusive com os mini-habitantes, super cute), jardins, floresta de pedra, rios, lagos e até cachoeira. Tudo réplica dos originais, em tamanho menor, claro. É tudo tão bem feito e rico em detalhes que você sente como estivesse conhecendo a atração real.

Cidade Proibida forbidden city beijing
Cidade Proibida – Pequim
Muralhas da China pequim
Muralha da China – Pequim
pagoda templo
Tengwang Pavilion (imagina a verdadeira! uauu)
Palacio de Potala Tibet
Palácio de Potala, no Tibet
grande buda sentado
Grande Buda sentado (e as miniaturas das pessoas)
Montanhas de Huangshan
Montanhas de Huangshan. Dá até para escalar, muito legal!!!
new summer palace palacio de verao
Novo Palácio de Verão #fofo

Anexado ao Splendid China fica o Folk Culture Village, com construções e inúmeros shows de dança que mostram as tradições do povo do Tibet, Mongólia e outras minorias étnicas. Detalhe para os trajes diferentes e característicos de cada lugar. Super fun! Os shows começam a tarde e não passam de 20 minutos cada um, então tive tempo de ir em praticamente todos. Vale muito a pena, é um banho de cultura e conhecimento de décadas em apenas algumas horas.

Li alguns comentários no TripAdvisor sobre o parque ser muito cheio, mas como fui numa segunda, ele estava praticamente vazio, muito gostoso para passear entre as extensas áreas verdes e relaxar nos diversos lugares à sombra.

Minha mãe me acompanhou nesse passeio (ela esta passando uma temporada comigo na China) e para ela, esse foi o lugar mais legal que conheceu na China (e olha que já batemos muita perna por aqui, inclusive em Xangai).

Como chegar e quanto$$: pegue o metrô e desça na estação OCT (Overseas Chinese Town), na saída B3 você dá de cara com a entrada do parque. O ticket para ambos os parque custa 180 RMB (mais ou menos R$ 90).

Reserve um dia inteiro para se encantar com as maravilhas e aprender muito sobre a história e cultura chinesa.

Gostaram? Deixe seu comment!

Zai jian/ see you :)

28 julho, 2015
Xangai, o paraíso das compras
China, Compras, DICAS, VIAGENS

Fiquei algum tempo pensando em como e por onde começar a escrever esse post sobre compras em Xangai. Assim como Hong Kong, Xangai tem infinitas opções de compras, para todos os estilos, gostos e classes sociais e fica difícil colocar em palavras a experiência que é ir as compras nesse lugar. É o paraíso das shoppaholics e também da pechincha.

Se está a procura de…tudo | Nanjing Road

Essa é uma das ruas comerciais mais extensas do mundo, com quase 6 km e você, definitivamente, não pode sair de Xangai sem conhecê-la. Ela é divida em duas partes: leste e oeste. E não importa em qual lado você esteja ou o que você procura, certamente você achará algo de seu interesse.

A East Nanjing (Nanjing DongLu) começa logo após o The Bund e tem todas as lojas que você pode imaginar, desde as famosas marcas internacionais de moda e lojas de departamento até pequenas shops especializadas em produtos chineses. É nesse lado que fica a rua de pedetres de 1 km (no cars here, apenas trenzinhos que carregam os pedestres mais cansados rsrs), onde você encontra uma Forever 21 gigante de 4 andares (!!!), Zara, H&M, Sephora, uma loja enorme da M&M’s, um shopping com as melhores grifes e agora está para inaugurar uma loja bem vistosa da Dolce & Gabbana.

Nanjing East Shanghai China compras

Forever 21 shanghai nanjing road compra fast fashion

O chato daqui é que os vendedores de rua (aka de produtos fake) vão te abordar o tempo tooodo, oferecendo “watches, bags, scarfs… good quality” e te seguem até você dizer não ou fazer cara feia. Seja firme e diga “Bu yao” – “não quero” em chinês – até eles arranjarem outro para atormentar.

Com o cair da noite, a rua de pedestres fica decorada com muitas luzes, repleta de painéis luminosos. Tem que passar por aqui para conhecer, mesmo se não tem planos de comprar algo.

Nanjing Rua de pedestres noite luzes

Nanjing night lights Shanghai luzes

A East Nanjing acaba após a praça People Square, que é onde começa a West Nanjing (Nanjing XiLu). Aqui é onde ficam as lojas de luxo e os shopping centers caros, tais como o City Plaza, IFC Mall, Plaza 66, Citic Square e muitos outros centros comerciais, que comportam lojas das melhores grifes do mundo: Chanel, Dior, Prada, Versace, D&G, Chloe, Louis Vuitton e muito mais, estão a cada esquina, praticamente. Mas, a menos que você pretende gastar muuuito bem, não se anime, os preços dos artigos de luxo na China são bem altos (competem com os preços no Brasil).

E é neste lado que você encontra também o, popularmente chamado, fake market. De fora, parece um mini shopping center, mas é só entrar e ver os pequenos estandes com as paredes abarrotadas de roupas penduradas, com todos os tipos de eletrônicos, sapatos e tênis da Nike e Adidas e prateleiras cheias de bolsas e acessórios de grife. Tudo cópia ou réplica dos originais, claro. Vale a pena conhecer? Se você quiser experimentar o verdadeiro estilo de compra chinês, com certeza! É o lugar certo para pechinchar. Eu acho que vale a pena para comprar roupas para crianças (elas crescem tão rápido né!?). Tem muita coisa fofa, réplicas da Polo, Tommy, Diesel, Zara, entre outras marcas e a qualidade é ok. Mas nunca pague mais do que 50% do preço inicial do vendedor. É claro que eles vão olhar para sua cara, ver que você é estrangeiro e cobrar um preço absurdo. Aí você oferece o seu preço, eles fazem um drama “no no no my friend, this is good quality“, tudo cena, seja firme e mantenha o preço. Ou finja que desistiu da compra e vá embora, eles vão atrás de você tentando fechar negócio. No início é divertido, mas depois cansa rsrsrs

As melhores réplicas de relógios e bolsas estão escondidos em compartimentos secretos (não, não é exagero) e se você tiver interesse, tem que pedir com jeitinho para o vendedor pelos produtos “really good quality” e ele vai te levar até eles.

Entrada fake market A P Plaza Shanghai

fake market bolsa roupa mala

Se está a procura de… cultura e arte chinesa | Old Town

Se você está interessado em lembrancinhas, antiguidades, pinturas, chás, artesanato, bijoux, roupas de seda e vestes tradicionais chinesas, os arredores do Yuyuan Garden é o lugar certo! Assim que você chegar na região da Old Town, já dará de cara com várias lojinhas lado a lado, vendendo de tudo um pouco. Tem até inseto empalhado sendo vendido em caixinhas ou com cordões, para serem usados como colar ou pulseira (?). Eu chamo de lugar das “tranqueiras”, aquelas bugigangas que não tem muita utilidade, mas que a gente adora ver e comprar. Mas na verdade, tem muita coisa legal, sim. Dá para comprar presentes para a família inteira aqui. Eu gosto muito dos lenços de seda, das pulseiras coloridas e outros acessórios para cabelo e dos penduricos fofos, que estão super em alta agora, para usar preso na bolsa. Mas não se esqueça de barganhar. Sempre, ok!?

Yuyuan Garden compras cultura artesanato chines

Enfeite bolsa china

Se está a procura de… moda feminina de luxo e beleza | Huaihai Road

Essa é outra famosa rua comercial e é conhecida como a Champs Elysees de Xangai, por ser localizada na parte onde era a concessão francesa da cidade e por isso, ainda tem muitos prédios no maior french style. É o lugar para mulheres que gostam de moda e estilo. Tem vários shoppings centers com lojas de luxo, boutiques e outras fashion stores com preços mais acessíveis. Os centros comerciais mais famosos são o Times Square e o International Shopping Center. É gostoso de passear por essa rua, mesmo sem intenção de fazer compras. Huaihai Road compras lojas xangai

Huaihai Road French concession passeio turismo shanghai china

Xangai não tem os outlets de Hong Kong, mas lugar é o que não falta para comprar e/ou pechinchar. Gostaram das dicas? Deixe seu comentário e boas compras! :)

24 julho, 2015
O deslumbrante Yuyuan Garden |Um jardim para conhecer em Xangai
China, DICAS, VIAGENS

Yu yuan Garden Shanghai China

Eu já falei dele aqui no blog, mas o Yuyuan Garden é um lugar tão especial e bonito, que merece um post só sobre ele. Mesmo não sendo a minha atração preferida em Xangai (quem curte a Fanpage e segue no Insta já deve ter percebido que eu amo o The Bund e a Pearl Tower), o jardim traz a essência da antiga e tradicional China e todo turista que vem ao país deve conhecer.

O Yu Garden fica no coração da Cidade Antiga de Xangai a poucas quadras do The Bund. Ele foi construído em 1577, ainda na Dinastia Tang, para que os chineses pudessem desfrutar de momentos tranquilos e felizes. Yu, em mandarim, significa agradável, gratificante. Hoje em dia, é um dos destinos mais turísticos da China e está sempre cheio. E por sua beleza natural e arquitetônica e pelo peso cultural que carrega vale muito a visita.

Cidade Antiga Shanghai centro
Cidade Antiga, chegando ao Yu Garden
Yu Garden jardim lago peixe
O lago cheio de carpas e a ponte em zigue-zague, bem no centro do Yu Garden
Estrangeiro e chines Yu Garden
E os chineses, como de costume, gostam de tirar foto com os estrangeiros. Essa menina quis tirar foto com a minha mãe. Querida!

Para entrar no jardim privado, repleto de verde, pedras e lagos com carpas, é preciso pagar 30 RMB, o que equivale hoje, 2015, a R$ 15. O ticket pode ser comprado na hora mesmo, próximo a entrada do jardim. Se por fora já é lindo, dentro do jardim é encantador!

lago jardim Yu Garden Cidade Antiga Shanghai
À entrada do Yu Garden. Lindo demais!!!

E claro que como todo lugar turístico, as imediações do jardim são repletas de lojinhas que vendem de tudo: roupas de seda, acessórios handmade, antiguidades, chás, lembranças, brinquedos, de tudo um pouco. Nunca pague pelo primeiro preço que o vendedor te pedir, a graça do negócio é pechinchar.

Ruas chinesas Yu Garden
Ruas de pedestres, no maior estilo chinês. São várias, é fácil se perder por aqui
compras lembraças souvenirs chineses
Uma entre tantas lojas de lembrancinhas chinesas

E se bater a fome, o que não falta por aqui são barraquinhas de petiscos chineses, com os famosos dim-sums (pastelzinhos fritos ou cozidos no vapor com recheios variados) e os dumplings. E é no Yu Garden, logo depois da ponte em zigue-zague, que fica a casa de chá mais tradicional da cidade, a Huxing Ting.

Lojas comida passeio turistico
Olha a chinesa de vermelho devorando o que parece ser um noodles, no meio da rua!

O lugar é muito bonito e qualquer turista não pode ser de Xangai sem conhece-lo. Reserve pelo menos uma manhã inteira ou uma tarde para visitá-lo (se não gosta de multidão, evite os finais de semana). Para chegar lá, é só pegar um metrô até a estação Yuyuan Garden, seguir o fluxo de pessoas pela Henan Road até avistar essas construções estilo chinesas. E aí é só curtir cada pedacinho!

Então, gostaram de conhecer um pouco mais do Yuyuan Garden? Deixe seu comentário!

21 julho, 2015
Top bares e restaurantes para sair e se divertir em Xangai
China, DICAS, VIAGENS

Antes de começar a falar sobre bares e restaurantes preferidos de Xangai, quero deixar bem claro de que estes se tratam de uma escolha pessoal minha, baseados na experiência que tive em cada um deles. Xangai tem inúmeras opções de bares, restaurantes e baladas e eu ainda não tive a oportunidade (e nem tempo suficiente) para conhecer todos. Então, aqui estão os lugares que eu fui, gostei e aprovei e indico para amigos ou quem mais perguntar. Os amigos que já foram também aprovaram, viu.

Para começo de conversa, já adianto: todo turista deve ir em pelo menos um bar/restaurante no rooftop de algum prédio do The Bund, para apreciar a vista maravilhosa de lá. Se o dia está bonito e ensolarado, minha dica é esperar pelo sunset (e consequentemente pela Pear Tower se acender) tomando um drink em algum bar. Quem me acompanha nas redes sociais {Face China Chic Blog e Insta @ChinaChic} ou leu meu último post, já deve ter percebido que eu amo a tal da torre rsrsrs. Mas vê-la ao vivo, toda iluminada, é realmente mágico (eu fico mais emocionada com a Torre de Pérola do que com a Torre Eiffel, me julguem!). Mas vamos ao que interessa…

Para quem procura um lugar mais calmo e com comida boa, eu sugiro o restaurante POP, no último andar do prédio Three On The Bund. O restaurante inaugurou há poucos meses, mas já é sucesso. Até tem um barzinho, mas o movimento não costuma ser muito intenso como no restaurante. Geralmente é bom fazer reserva, mas em todas vezes que fui tinham mesas vagas.

Vista do rooftop Pop restaurante
Vista mais gostosa ever no 6º andar do Bund, n 3
janta delicia frango Pop restaurante
Minha pedida: frango com creme de milho e pure trufado, delícia

Já quem procura um agito, o Bar Rouge ou o Vue Bar no Hyatt são os lugares certos. Ambos com música boa, deliciosos drinks e localização e vista perfeita no The Bund. Os bares abrem em torno das 17 horas, mas em certos dias da semana, o negócio começa a esquentar e a festa rola até a madrugada.

Festa Bar Rouge The Bund Shanghai China
Baladinha a céu aberto no Bar Rouge, bem mais ou menos rsrsrs
Vista da Pearl Tower Bar Vue Hyatt hotel
Drink with a view. Esperando o pôr do sol no Vue Bar – Hyatt

Próximo dessa região fica a M1NT, um club com restaurante, bar e balada. Adoro isso! Você sai pra jantar e se animar, é só dar uma esticadinha até o outro lado do corredor (com dois aquários enormes com baby tubarões) e curtir uma festa com dj e tudo. A decoração do lugar é incrível e a vista melhor ainda. Para entrar não precisa pagar (acho que isso rola só no Brasil mesmo), mas tem aquele esquema que só entra quem está bem vestido ou é membro do club. É super conhecido pelos estrangeiros. Fui na After Party da formula 1 que rolou em abril e estava demais, animação e gente bonita, nem parecia que estava na China kkkk

M1nt corredor Aquario bebe tubarão decoração incrivel
Coisa mais linda esses aquários, né gente?! Fico boba com os mini tubarões
After Party Formula 1 M1NT Xangai
Yes! This is real! Dançarinas caracterizadas, performances em cima da mesa e muitas luzes. Super divertido!

Outro bairro gostoso para sair a noite é o Xintian Di, super charmoso e com várias opções. Eu gosto muito da comida e do ambiente do Kabb (tem em outros endereços), mas quando o assunto é agito, a pedida é o bar da Paulaner. Cervejeiros/choppeiros de plantão e apreciadores da comida alemã vão adorar! Toda noite tem banda, que começa com músicas de bolero bem suave e depois animam e levam a galera pra pista com músicas pop, rock e salsa. Está sempre lotado de segunda a segunda.

happy hour cerveja margarita Paulaner bar
Vai um chopp ou uma margarita aí?

Pudong, o bairro mais novo de Shanghai também é cheio de bares tops. Álias, o bar mais alto do mundo fica lá – o Cloud 9. Ele fica no 87º andar do Grand Hyatt hotel e precisa pegar três elevadores, para chegar até lá. Crazy né!? Mas vale a pena, a vista 360º de Pudong é de cair o queixo. Outro bar muito bem recomendado é o Flair, que tem um lounge enorme a céu-aberto no alto do Ritz-Carlton hotel.

Noite em Shanghai vista bar Cloud 9 Grand Hyatt China
De tirar o fôlego a vista do Cloud 9 (precisava de um emoji agora pra mostrar minha cara de “uauuu”)

De dia, seja para breakfast, brunch, almoço ou lanche da tarde eu adoro o Baker & Spice. Uma padaria, que além de sanduíches e doces, serve saladas e massas deliciosaaas. Ah, os croissants são de outro mundo, até deu água na boca só de lembrar :P. Tem vários endereços, mas sempre vou no do Shanghai Centre na West Nanjing Road.

Todo dia tem algum evento, festa, show acontecendo em Xangai, é só ficar ligado. No site Smart Shanghai tem de tudo e para todos os gostos.

Depois me contem se aprovaram as dicas.

Zai jien/ até logo!

20 julho, 2015
Um tour por Xangai
China, DICAS, VIAGENS

Na última semana fiz um tour por Xangai e, quem segue o blog nas redes sociais, pôde acompanhar tudo por lá {não acompanha ainda? segue no Insta @ChinaChic e Snap ChinaChic8}. Já é o terceiro tour que faço pela cidade e sempre amo. Xangai é a maior cidade da China e um dos lugares mais diferentes que ja visitei na vida, é única. Tem paisagens gostosas de ser ver como o Rio de Janeiro e é tão urbana e cheia de coisas para se fazer quanto São Paulo. No primeiro post (de muitos que pretendo fazer) sobre a cidade, vou falar sobre os lugares must-see. Acho importante situar o leitor/turista sobre o lugar e o que tem pra fazer.

Minha região preferida é o The Bund, o símbolo da era colonial. De um lado da avenida ZhongShan Lu estão os prédios construídos a séculos atrás, no estilo neoclássico, e que hoje foram transformados em hotéis, bancos e trading houses – a maioria com bar/restaurante no rooftop, que proporciona um belo visual do rio Huangpu e da Pearl Tower.the bund noite linda xangai china

E do outro lado da avenida está o calçadão que recebe uma multidão de turistas por dia, querendo ver e fotografar a Pearl Tower e os prédios altissímos de Pudong. A torre de TV é a sexta mais alta do mundo e principal highlight de Xangai (acho até que é o principal cartão postal da China). A pedida é esperar pelo pôr do sol saboreando um delicioso drink em algum dos bares e admirar as luzes da Pearl Tower se acender ao escurecer. Ela fica ainda mais linda iluminada, piscando e mudando de cor. Eu sempre fico encantada!

shanghai the bund vista pudong pearl tower

drink happy hour the bund restaurante Pop

Em frente ao The Bund, do outro lado do rio Huangpu fica Pudong, onde estão os prédios mais altos e novos da cidade e onde fica também a Pearl Tower. Você pode subir nela, mas sugiro subir até o observatório do Shanghai World Financial Center, um dos prédios mais altos do mundo (o que parece um abridor de garrafa de cerveja) e de lá apreciar a torre e o resto da cidade.

Pearl tower Torre de Perola TV Pudong Xangai

Alguns metros de distância da região do The Bund fica a Old Town. E como o nome já diz, é a parte antiga de Xangai, super conservada. E isso é o que mais me fascina nessa cidade: uma zona antiga e reformada, como o The Bund, que agrega os melhores restaurantes, hotéis e boutiques, ao lado da tradicional e antiga verdadeira China, com construções criadas e mantidas desde o século XVI. É aqui que fica o famoso YuYuan Garden.yuyuan garden jardim china lago

Yuyuan Garden Xangai China

Para fazer compras, opções é o que não faltam, mas eu gosto e indico a Nanjing Lu (Lu = Rua, em chinês). A Nanjing East é pertinho do The Bund e tem de tudo, desde lojas caras a marcas fastfashion. Já na Nanjing West ficam concentrados os shoppings com lojas mais tops, grifes e é onde você pode apreciar, com muito brilho nos olhos, as vitrines de Gucci, Prada, Louis Vuitton e muuuitas outras.

nanjing compras em xangai - Zara, Forever 21, HM

E não dá para deixar de conhecer Xintian Di, que é outro bairro que adoro, principalmente para nightlife. É super descolado, com várias opções de restaurantes, bares e cafés moderninhos. Nem parece China e acho que por isso, muitos expatriados escolhem esse local para morar. Tem o bar da Paulaner que é sempre bem animado (a comida e a bebida são ótimas), entre tantos outros. Vale a pena visitar o bairro durante o dia também, para um agradável stroll nas ruelas de pedra.

Ruas pedra bairro Xintian di Xangai

Fonte rua pedestres Xintian Di

Em Xangai, você consegue ir a qualquer lugar de metrô ou táxi, que é muito barato. Para me guiar no metrô eu uso o aplicativo Shanghai Metro Map and Route Planner, é free. O app Shanghai Taxi Guide também é bem útil. Ele traduz, do inglês para o mandarim, o endereço do lugar que pretende ir, para mostrar ao taxista.

Xangai é realmente demais! Me divirto muito a cada vez que eu vou. São várias dicas para compartilhar e vou postando aos poucos. Se você gostou ou quer mais dicas, deixe seu comentário!

09 julho, 2015
Ilustrações “Hong Kong não é China”
Curiosidades, Hong Kong, LIFESTYLE

Muita gente tem dúvidas se Hong Kong faz parte da China ou é uma cidade-país ou porque nós, brasileiros, precisamos de visto para ir à China, mas não precisamos para entrar em HK. Eu me fazia essas mesmas perguntas até algum tempo atrás. Afinal, o que é Hong Kong? Para entender melhor a história é importante ler esse post que escrevi mês passado enquanto estava na cidade. Quem leu, já descobriu as principais diferenças entre a China continental e Hong Kong que eu, como turista, pude perceber.

Agora, um ilustrador hongkongnense postou em uma página do facebook ilustrações que usam elementos icônicos para mostrar as principais diferenças entre ambos lugares, destacando temas como cultura, comportamento, linguagem e censura. A série de ilustrações, chamada “Hong Kong is not China”, se tornaram viral na net e dividiram opiniões: alguns hongkies (como os hongkongnenses se auto-denominam) comentaram que se sentem orgulhosos das diferenças de hábitos e estilo de vida dos chineses e muitos outros criticaram o que parece ser uma forma do ilustrador expressar ódio ao povo chinês. Na minha opinião, algumas imagens generalizam e ofendem os chineses, mas a maioria, não mostra mais do que a realidade.

INTERNET | Liberdade de expressão

Como já comentei aqui no blog, as redes sociais (que nós usamos), gmail e outros sites são bloqueados na China. A China tem seu próprio site de envio de emails (o QQ), seu próprio “whatsapp” (o WeChat) e seu próprio “facebook” (o Weibo). Dizem que todos são severamente monitorados pelo governo.

email gmail QQ internet
Gmail não está disponível na China. Você tem que se contentar com o QQ | Existem diversas opções de emails em Hong Kong.
redes sociais na China wiebbo facebook twitter
Você pode usar somente o “Weibo” na China. | Você se conecta com o mundo em Hong Kong.
wechat instagram whats app
Chineses usam “Wechat” no smartphone | Hongkongnenses são mais ocupados que chineses

COSTUMES E SUPERSTIÇÃO

A posição original dos chineses é de cócoras e eles não ficam nada desconfortáveis dessa maneira. Tanto é verdade, que nos banheiros chineses, a louça do vaso sanitário é no chão e você é obrigado a ficar de cócoras. E quando o banheiro tem o vaso “comum” (aquele que estamos acostumados), alguns sobem na privada para fazer suas necessidades.

 

posição natural chines hong kong
Quando o chinês espera | Quando hongkongnenses esperam.
chines banheiro privada curiosidade china
Quando chineses terminam suas necessidades | Quando hongkongnenses terminam suas necessidades.

A ilustração do metrô, mostra o costume dos chineses de cestiar, não importa como e nem onde, qualquer canto vale. Além disso, devido a lei do filho único, eles tem fama de serem egoístas, por isso, o desenho mostra uma pessoa ocupando os quatro assentos preferenciais.

Já a principal superstição na China é com os números. O número 4, por exemplo, é considerado azar, pois a pronúncia “sí” em mandarim, tem o mesmo som da palavra “morte”. Por isso, alguns prédios comerciais e hotéis não possuem o quarto andar e linhas de telefone com o número quatro são mais baratos que as demais.

chineses e hong kong no metro xangai
Quando chinês pega o metrô | Quando hongkongnenses pegam o metrô
numero simbolos superstição
Os números que você pode ver na China | Os números que você vê em Hong Kong.

OUTRAS DIFERENÇAS

moeda dinheiro yuan hong kong dolar
China usa o Yuan | Hong Kong usa o dólar de Hong Kong.
dirigir jeito ingles esquerda direita
Chineses dirigem na esquerda | Hongkongnenses dirigem na direita.
comida chinesa comida oriental
A comida na China | A comida em Hong Kong
mundo china centro
O mundo aos olhos dos chineses | O mundo aos olhos dos hongkongnenses.

Essa última ilustração é um tanto curiosa e engraçada. China em mandariam é Zhong Guo, que traduzindo significa País Central. Sério! Na China, os mapas mundi são vendidos com a China no centro do globo e não a direita, como estamos acostumados a ver. Alguma dúvida de que eles se acham o centro do mundo?

O total de 24 ilustrações causaram polêmica por aqui, mesmo assim, achei interessante compartilhar algumas no blog para facilitar a compreenção  das diferenças entre ambos e mostrar um pouco mais os curiosos costumes chineses, que são tão diferentes dos nossos, em vários aspectos. Gostou? Deixe seu comentário! 😉

07 julho, 2015
O melhor das artes e crafts vietnamitas
Cultura, LIFESTYLE, VIAGENS, Vietnã

Além da feliciade de conhecer uma nova cultura, passear e descobrir as principais atrações do Vietnã, a parte de compras e shopping é muito bacana e nos permite entrar, ainda mais, em contato com a cultura local. E assim como todo lugar turístico que se preze, o Vietnã também oferece diversas opções de souvenirs e gifts para o viajante trazer de volta na mala. Mas os do país vão muito além de simples lembrancinhas. Eu fiquei encantada com o trabalho das artesãs e a beleza e variedade de peças handmade, que vão desde estátuas de pedra, até bolsas e acessórios com madrepérola e roupas de seda. E eu, como amante da moda e boa apreciadora de artigos femininos, mostro aqui os mais bacanas…

BOLSAS E CARTEIRAS (SEDA, BORDADOS E MADREPÉROLA)

A alegria de qualquer mulher é dar de cara com uma loja cheia de bolsas com design diferenciado e preço baixo, não é mulherada?! Agora imagina modelos únicos em seda, com bordados de bom gosto ou com a delicadeza da madrepérola? No Vietã tem!

A seda é um tecido muito usado no país e o de lá é de ótima qualidade. Além de carteiras e clutchs, ainda encontramos lenços e roupas de seda, inclusive o Qipao, a veste tradicional chinesa {estou preparando um post bem legal sobre como usar, fiquem ligadas ;)}.

Todas as bolsas e carteiras trazem algum detalhe ou desenho bordado, inspirados em temas étnicos ou da natureza. Álias, o bordado é outra técnica artística tradicional no Vietnã. As peças, que vão de bolsas até quadros, mostram desenhos incrivelmente detalhados, e na maioria das vezes, totalmente feitos pelas habilidosas mãos de artesãos. Tudo muito lindo e bem-feito!

carteira seda tons pasteis

bolsa carteira seda coloridas

bolsa carteira bordada a mao

necessaire colorida bordada

bolsa colorida rosa bordada arteOs modelos com bordados e em seda são facilmente encontrados nas lojinhas, artesanatos e street markets de qualquer cidade turística do Vietnã. Cheguei a enjoar de tanto que vi kkkk mas por aqui ninguém tem igual.

Agora, o que me fez cair de amores foram as bolsas e clutchs em madrepérola. Foi um caso de amor a primeira vista. O design é muito diferente do que costumamos ver por aí e super de bom gosto. Ficou até difícil escolher qual modelo levar para casa. No fim, me arrependi de não ter levado várias, porque as peças eram super exclusivas. Encontrei somente no artesanato Chan Thien My, na cidade de Bac Ninh, que é parada obrigatória para quem faz a trip HanóiHa Long Bay. E na volta, já não tinha mais nenhuma #chatiada

bolsa clutch madreperola
Essas eram só alguns modelos, entre tantos (a vendedora da loja não me deixou fotografar)

#Dicatop descobri uma marca brasileira que exporta bolsas e acessórios do Vietnã, a Dragon Fly. Claro que o preço é beeem mais caro, mas para quem amou, assim como eu, #ficaadica.

PULSEIRAS E BRACELETES

O colorido, a pintura perfeita e os detalhes em madrepérola das pulseiras e braceletes fizeram meu coração bater mais forte. Muito bonitos! A arte vietnamita traz vários modelos de acessórios, a maioria feitos de madeira e pintados a mão. Diz aí, qual sua preferida?

pulseira madreperola pintada a mão

bracelete madreperola dourado

CHAPÉUS

Uma coisa que tem muito no comércio do Vietnã é chapéu… nossa, no centro de Hanói tem uma lojinha especializada em chapéus a cada esquina {viram a foto da loja com macaco no insta @ChinaChic? muito boa}. A maioria dos chapéus são made in China, mas não tem lugar na China que vi uma variedade tão grande de modelos. E não é só para os turistas, os locais usam muito, principalmente para se proteger do sol forte.

O chapéu em forma de cone, chamado Non la (tradução: chapéu de folhas), é o símbolo cultural do país. É feito de bambu e pode ser adornado como quiser. O estilo muda de acordo com cada região, em uma ele é fino e mais elegante e na outra é mais grosso. Os locais usam muito, seja para se proteger do sol ou da chuva ou como cesta, para carregar frutas e verduras. Não tem lembrança mais típica do Vietnã.

loja de chapeus Vietna

Chapeu cone VietnaESTÁTUAS EM PEDRA

O que eu achei mais bacana nesse mega artesanato que visitei, o Chan Thien My (quem acessar o site vai ver que eles tem filiais em quatro cidades do Vietnã) é que eles produzem tudo o que é estátua e objetos em pedra e enviam para o mundo todo. Na entrada do local tem painéis enormes com o nome dos países e preços de envio para cada um. E tem Brasil gente! Eles mandam para Porto Alegre, Itajaí, Santos e outras cidades com porto. E os preços não eram nada absurdos não.

Esculturas pedra Vietnamitas

Mesa de pedra e esculturas arte VietnaOUTROS SOUVENIRS

O leque é um símbolo muito característico dos países do oriente e no Vietnã não poderia ser diferente. São vários tamanhos, materiais, cores e estampas para escolher. E além de ser uma boa opção de gift, é super útil enquanto no país, já que sempre faz um calor danado.

Outra fofura pra trazer na mala são as bonequinhas vietnamitas, geralmente feitas de madeira e pintadas a mão. O bacana é que a vestimenta de cada, representa uma região do país. E é uma ótima opção de lembrança para enfeitar a casa.

leque colorido vietnabonecas vietnam souvenir tipico

Isso tudo ainda sem contar as tantas outras artes e crafts vietnamitas, como: pratos e outros utensílios revestidos de laca; cestos, balaios e até instrumentos musicais feitos de bambu; quadros bordados ou pintados com laca. Opção é o que não falta. O país é rico em artes e crafts tradicionais e mesmo muitos terem origem ou serem inspirados em outras tradições, como a chinesa (muita coisa me lembrou os souvenirs da China) e a indiana, cada peça traz um toque vietnamita.

Eu adorei tudo e vocês?

30 junho, 2015
O passeio das 4 ilhas e outras atrações em Nha Trang
DICAS, VIAGENS, Vietnã

No último post falei sobre os motivos para eu ter escolhido Nha Trang como destino de praia no Vietnã. E para quem gostou e se interessou, agora eu conto o que fazer lá! Dizem que quem quer conhecer Nha Trang de verdade precisa fazer o passeio das 4 ilhas. O litoral é repleto de pequenas ilhas, o que aumenta as opções de praia, e são quatro delas que ganham mais destaque. Então lá fomos nós!

Qualquer agência de turismo pequena, no centro da cidade, oferece esse tipo de passeio. Em um grande grupo, o preço varia de US$ 7 a US$ 10 por pessoa e inclui transporte do hotel até o barco (e vice-versa), passeio de barco e almoço. Difícil de acreditar de tão barato, não é?! Ficamos com receio de “entrar em roubada” e decidimos contratar o passeio em particular, que era bem mais caro, mas ao invés do barco era uma lancha, bem mais rápida.

A primeira parada foi na Hòn Mun Island para fazer snorkelling ou mergulho. Como a profundidade era pouca, decidimos pelo snorkel. Muito bacana! A segunda ilha, a Hòn Môt, era para conhecer a vila de pescadores. Como já tínhamos conhecido a de Ha Long Bay que era ainda maior, pedimos para só dar uma passadinha e ir logo para a próxima parada, a mais esperada, a Mini Beach da ilha de Hòn Miêu.

mergulho snorkel ilha mar coral

mar agua cristalina paraiso

jetsky praia areia limpa

praia flor paraiso arvores dia lindo descanso relax ferias praiaA Mini Beach não é um paraíso, gente!?? Ao vivo é ainda mais linda! E é o lugar ideal para fazer esportes aquáticos, como andar de jetsky. O preço? Bem salgado. Então resolvemos ficar só relaxando e curtindo essa belezura toda.

E valeu muito a pena desembolsar um pouco mais pelo passeio! A lancha era muito mais rápida que os barcos e chegamos primeiro em todos as ilhas. E sem toda aquela muvuca de turistas, deu pra aproveitar mais. E além do motorista e do guia turístico, era só nós na lancha e ainda pudemos fazer nossos próprios horários, sem precisar esperar ninguém em cada parada ou ter que ir embora antes do que gostaríamos.

Na quarta e ultima parada, almoçamos e relaxamos na Hòn Tre, a maior das ilhas e onde fica a Vinpearl, a atração mais famosa de Nha Trang. Vinpearl é um parque com uma estrutura incrível. Tem um resort com praia privada, spa, parque aquático, parque de diversões, shopping e outras opções de entretenimento. Para chegar lá, tem que usar barco ou cable car, que é o meio mais comum. O bondinho que sai do centro de Nha Trang, atravessa 3.320 metros da baía da cidade a uma altura de quase 60 metros de distância da água. É o mais longo teleférico sobre o mar do mundo. Para almoçar, paramos em um restaurante simples do lado de fora do parque, mas a comida era deliciosa. Muitos frutos do mar, que fazem parte dos pratos típicos do Vietnã.

cable car bondinho vinpearl atracao turistica

comida tipica prato delicia peixe frutos do mar

agua limpa mar banhoÀ noite, a pedida é caminhar pela bela avenida Tran Phu, que fica a beira-mar. As principais ruas da cidade, a Tran Quang Khai e Nguyen Thien Thuat (bem pertinho da orla), oferecem várias opções de restaurantes e spas (ah, praticamente todos ficam entregando panfletos, se quiser dar uma de bondosa e pegar todos, vai faltar mão pra carregar tanto papel). E para terminar a noite, sugiro uma passadinha no Sailing Club, a night mais famosa de Nha Trang. Está sempre lotada de turistas estrangeiros e vietnamitas procurando por diversão. Me impressionei com a quantidade de gente em uma segunda a noite dançando música eletrônica até altas horas. E para quem não quer ir pra pista, tem vários sofás, puffs e mesas, onde você pode sentar e curtir o som. É aberto ao público e fica na beira da praia. Adorei!Slide12E para quem curte conhecer os templos, Po Nagar é o mais famoso de Nha Trang. Ele fica no alto das colinas e tem desenhos esculpidos nas pedras. Adoro templos, ouvi dizer que este é muito lindo, mas não tive tempo de conhece-lo.

A trip foi incrível, mas uma hora temos que voltar para casa (ahhhh) rsrs Espero que tenham gostado desse giro pelo Vietnã comigo. Deixe seu comentário que eu vou adorar! 😀