05 fevereiro, 2017
Meu vestido de noiva Made in China
Beleza, BELEZA, Compras, DICAS, Look do Dia, MODA, Tendências

Hoje, três meses do dia da minha festa de casamento, estava revendo as fotos e resolvi compartilhar aqui sobre um assunto bem pessoal e especial – A ESCOLHA DO MEU VESTIDO DE NOIVA. Afinal, eu amei, muita gente amou e foi MADE IN CHINA.

Olha, vocês não sabem quanta gente ficou surpresa quando contei que mandei fazer meu vestido na China… Na verdade, eu vi diversos vestidos para alugar no Brasil e além de serem caros (os que mais gostei variavam de R$ 6mil a R$ 9 mil o valor do aluguel!), não me apaixonei por nenhum que provei. E como eu já tinha uma ideia bem clara do modelo de vestido de noiva que eu queria seria melhor mandar fazer. Como eu passo mais tempo na China do que Brasil, ficaria complicado mandar fazer um vestido no Brasil e acompanhar tudo de tão longe. Então eu pensei: por que não mandar fazer o vestido de noiva na China?

Acho que já está mais do que na hora de acabar com essa premissa de que tudo que é feito na China é de má qualidade. Até porque aquela bolsa que você pagou caríssimo ou a camiseta de marca que você comprou em Nova Iorque, podem muito bem terem sido produzidas na China.

Por aqui existem milhares de costureiras especializadas em vestidos de festas e de noivas. Nem todas são boas, claro e eu pesquisei muito, perguntei muito, pois sabia que precisava de alguém que pudesse confiar tanto na qualidade do serviço e mão de obra quanto na qualidade do material, comprometimento, prazo de entrega, etc.. São vários fatores a se analisar antes de escolher o responsável por confeccionar o modelito mais especial da sua vida.

Uma amiga que trabalha no ramo de roupas e já mora há muitos anos na China, me indicou um ateliê de noivas em Hangzhou. Entrei em contato com a dona, uma chinesa muito querida e simpática chamada Vivi, peguei um voo para Hangzhou e fui conhecer o ateliê. Claro que a maioria dos vestidos prontos que ela tinha eram bem no estilo chinês – muito tule, saia rodada cheia de camadas e até alguns modelos em vermelho, já que faz parte da tradição chinesa as mulheres se casarem de vermelho. Nada do meu agrado, mas eu já sabia que iria mandar fazer o vestido do jeito que eu imaginava.

Desde o início das pesquisas, já imaginava um modelo de vestido de noiva justo. E como estávamos planejando um casamento moderno e na praia, o modelo sereia seria perfeito para a ocasião e também para meu tipo de corpo, mignon. E tinha que ter um decote bem profundo nas costas. Acho lindo para as magrinhas e levemente sensual.

Depois de explicar como gostaria e mostrar algumas fotos, a Vivi fez um esboço do vestido e me deu algumas dicas do que podíamos mudar, para deixa-lo mais bonito e confortável. Achei ótimo que ela foi super sincera, mostrou que tinha bastante conhecimento no assunto e assim, me passou confiança. Pois além da barreira dos costumes e do idioma, afinal ela é uma chinesa e fala um inglês razoável, ela conseguiu captar minhas ideias e nos entendemos bem.

Minha outra exigência era usar renda. Amo vestido de noiva rendado e sempre sonhei com o meu assim. Ela me mostrou algumas rendas taiwanesas e além disso, eu tinha a opção de usar renda italiana ou francesa, o vestido ficaria quase o dobro do preço, mas mesmo assim sairia mais barato do que mandar fazer um vestido de mesmo nível no Brasil. Só consegui ver as rendas italianas e francesas por foto e foi difícil decidir por uma. Quando finalmente decidi, não teria mais tempo hábil para mandar a renda da Europa e confeccionar o vestido, então acabei optando por usar só rendas taiwanesas. E para falar a verdade, eu amei as rendas. As rendas de Taiwan são conhecidas pela boa qualidade, tão boas quanto a renda francesa, leves e com toque macio. Algumas partes da renda não foram costuradas no vestido, para dar um leve efeito 3D, em alta no universo dos casamentos atualmente.

No mais, ela usou três camadas de tule transparente no corpo do vestido e apenas duas na cauda, pois queria uma cauda leve e esvoaçante. A transparência é uma tendência de moda super atual e como o casamento seria durante o dia e na praia, teria tudo a ver. No dia, usei um shortinho justo de cintura alta cor da pele, para não mostrar demais. E um dos tecidos tinha um fundo de tela, o que eu achei que deu um detalhe a mais e super remete ao estilo praiano. Sobre a cauda, pedi que não fosse tão longa, pois iria usar véu na hora da cerimônia e cauda muito longa atrapalha para dançar. Na festa, prendi a cauda no vestido para aproveitar e dançar muito sem qualquer preocupação de pisarem nela. A cauda foi presa com botões transparentes que ela costurou no vestido, quase impossíveis de enxergar.

Para dar o toque final, ela usou pequenas miçangas transparentes e pérolas por cima da renda. As pérolas ficaram um charme e tem tuuuudo a ver com o clima praia, mar, romance… E ainda usei um cinto delicado para marcar a cintura e deixar a silhueta bem feminina. A renda e as pérolas dão um toque romântico ao estilo mais sexy do modelo sereia decotado. Achei na medida perfeita para meu tipo de corpo.

Para não dizer que foi tudo perfeito, no meio do caminho tivemos alguns contratempos, o vestido era como eu havia passado pra ela, mas não tinha ficado bem no meu corpo, então ela fez um novinho com todas as alterações que eu pedi. No dia da ultima prova fiquei super aliviada, estava perfeito, como eu queria. E no dia do casamento, me senti linda e muita confortável com ele.

20161105EvelynRoro_0831

IMG_0119

20161105EvelynRoro_1800

20161105EvelynRoro_2729

20161105EvelynRoro_4465

20161105EvelynRoro_4188

Bom, mas para as noivas que pensam em encomendar vestido da China, eu sugiro pesquisar bem, entrar em contato com o vendedor, perguntar sobre a qualidade do material, do tecido usado e a procedência da renda, caso tenha. As rendas chinesas costumam ser mais duras e pouco maleáveis, não se moldam no corpo. Também já vi muito vestido costurado de qualquer jeito e até manchado. Nem sempre dá pra confiar nas fotos postadas pela loja em questão, pois as vezes eles copiam o modelo de alguma marca famosa ou de alguma celebridade e divulgam fotos não autorais como se fossem deles. O modelo pode ser lindo, mas a qualidade nem tanto, por isso fique atenta. E independente se for mandar fazer o vestido de noiva na China ou em qualquer outro lugar do mundo, acho importante ter em mente o modelo que deseja, o que ficará melhor no seu tipo de corpo, pois além de se sentir linda, tem que se sentir confortável, segura e de bem consigo mesma. Afinal, esse é o SEU DIA DE ARRASAR!

Quem tiver interesse (e algumas meninas já entraram em contato comigo perguntando) vou deixar o contato do ateliê da Vivi. Ela confecciona o vestido a distância, manda fotos a cada etapa de produção e quando pronto envia para o seu endereço, inclusive no Brasil.

V2 Wedding Dress Hangzhou | WeChat ID: oranpooh (Vivi). Ps: tem várias fotos do trabalho dela no wechat e ela prometeu que vai fazer um insta, atualizo por aqui quando souber.

Essa foi a minha experiência com vestido de noiva da China e a sua?

SaveMe!
20 julho, 2016
Meu look noiva (no melhor estilo Chanel)
Beleza, BELEZA, LIFESTYLE, Look do Dia, MODA

Olá pessoal, hellooo, ni hao….

Estou de volta à China e ao meu mundinho virtual. Será que alguém sentiu minha falta por aqui? Deixei meu filho (o blog) meio abandonado no último mês, mas é porque tive que me dedicar inteiramente à assuntos pessoais. Passei um bom período de “férias” no Brasil, que de férias não tiveram nada. Fiquei boa parte do tempo organizando as coisas para o meu casamento e construindo e reformando nosso ap no Brasil {antes que alguém pergunte, não temos pretensão de voltar a morar no Brasil, esse ap já existe antes da vinda para a China} e nossa, não tinha ideia de como isso dá trabalho. O tempo que sobrava eu queria passar com minha família e amigos e por isso o blog ficou um pouco de lado.

Aproveitamos esse período no Brasil, eu e o Rodrigo, para oficializar de vez nossa união, ou seja, casar no civil. E casamento é coisa importante, não é!? Então acho que estou perdoada por sumir daqui…

E quando se fala em casamento civil, a grande dúvida é: que tipo de roupa usar!? Como o vestido que usei fez o maior sucesso, resolvi postar aqui no blog, até para ajudar aquelas que passam pela mesma indecisão que eu passei.

Quando o casamento é no verão, a escolha fica mais fácil. É só jogar um vestido branco ou off white ou um macacão de alfaiataria e tá tudo certo. Mas meu casamento foi em junho e no sul faz muito frio nessa época do ano, então precisava de um look condizente com a estação. Minha ideia inicial era usar um conjunto de terninho com calça flare de alfaiataria, bem chic e estiloso. Mas vai achar esse modelito na cor branca em pleno inverno?! No frio, as pessoas preferem usar preto, cinza, marrom e as coleções costumam trazer tons mais escuros. A segunda opção era um macacão de alfaiataria, minha peça favorita, mas de novo, difícil de achar em cor clara.

Mas quando bati o olho nesse vestido, sabia que era ele! O modelo é sério, como a ocasião pede, mas tem um toque sexy e ousado, devido ao comprimento curto da saia e a tela, que deixa uma parte do colo a mostra. Como dizem, sexy sem ser vulgar kkkkkk

20160624_EvelynRoro_0701

20160624_EvelynRoro_0703

20160624_EvelynRoro_0717

E a pergunta que muitas me fizeram: ele veio da China? A boa notícia para quem está no Brasil é “NÃO”. O vestido é da marca brasileira Iorane (queridinha da Thássia Naves e de várias blogueiras famosas) e faz parte da coleção atual. Além de lindo, o modelo lembra o clássico taulleur da Chanel. Serviu tão bem que parece que foi feito pra mim. E modestia a parte, ficou perfeito!

E como sou das noivas mais moderninhas, optei por um scarpin burgundy, mesma cor das unhas. Queria uma maquiagem leve e natural, mas a Josi Schweig (minha maquiadora preferida) fez um olho bem marcado que era para ficar bem na foto. O cabelo usei meio preso para trás, com trancinhas finas, um penteado bem descontraído e atual.

20160624_EvelynRoro_0713

Aproveito o post para mostrar um pouquinho da decoração do almoço de comemoração. Fizemos uma coisa pequena, só para família e algumas madrinhas. Mas eu que organizei tudo com a ajuda da minha mãe. Sou o tipo de pessoa que gosta das coisas do meu jeito, então o que estiver ao meu alcance, eu mesmo gosto de fazer. A decoração foi simples, mas feita com muito carinho e dedicação.

20160624_EvelynRoro_0593

20160624_EvelynRoro_0404

20160624_EvelynRoro_0406

Coisa boa compartilhar um pouco desse momento tão especial e que ficará para sempre registrado. Agora quero saber dos comentários…. Gostaram?

28 maio, 2016
A celebração do casamento na cultura chinesa
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

Maio é conhecido como o mês das noivas e por isso, nada mais justo do que falar sobre o assunto por aqui. No post de hoje, vou contar curiosidades sobre a união entre casais chineses, as tradições e os costumes mais importantes.

Duas professoras de mandarim da escola onde estudo se casaram recentemente. E me contaram cada detalhe do casamento, desde os preparativos até o dia da celebração. E foi aquele tipo de conversa de ficar de queixo caído de tão surpresa, afinal, os costumes, mais uma vez, são muito diferentes do Brasil e do que estamos acostumados a vivenciar.
.
IMG_0733
.
Como comentei no post sobre as mães, a família tem um valor realmente muito importante na sociedade chinesa. Desde os tempos antigos, o casamento e o nascimento de um filho são os momentos mais significativos na vida de uma pessoa.
.
A partir da Dinastia Qin (221 aC – 206 aC) até a Dinastia Qing (1644 – 1911) os casamentos eram arranjados. Formar uma família era muito mais importante do que encontrar a pessoa amada, por isso, os casamentos aconteciam de acordo com a vontade dos pais dos noivos. E a riqueza e o status social das famílias eram os principais quesitos a serem levados em consideração. Sendo assim, quando a família do noivo era rica, o jovem só poderia se casar com uma moça de mesmo nível social e uma jovem de família humilde jamais seria aceita em uma família com muitos bens.
.
Nos dias atuais, há informações de que isso ainda aconteça nas famílias mais tradicionais e naquelas cheias do dinheiro. Na cultura chinesa, o casamento acontece cedo. Quanto mais cedo o jovem constituir família, mais respeito ele e seus pais terão perante a sociedade. Ou seja, quando o filho de família rica está ficando para titio, os pais tratam de arranjar uma esposa para ele, vinda de uma família de mesmo nível social, claro. E o casamento só sai após a família do noivo receber o dote da noiva. E quando duas famílias ricas se unem, a festa de casamento toma grandes proporções. Geralmente, são dois ou três dias de festa, com verdadeiros banquetes e muita pompa. Tudo pensado para mostrar o status e fortuna das famílias. Ostentação total.
.
Mas nesse caso, estamos falando de uma pequena parcela da população chinesa. Segundo Ruby me contou, o casamento comum na cultura chinesa começa pelo noivado, que é uma etapa importante e geralmente acontece na cidade natal da noiva. Já o “grande dia” deve ser realizado na cidade natal do noivo, onde, provavelmente, boa parte de sua família ainda vive.
.
Como a maioria esmagadora da população chinesa não é cristã, raramente uma cerimônia de casamento acontece na igreja. Se as famílias dos noivos são simples, o casamento pode acontecer na casa dos pais do noivo. Templos, hotéis e salão de festas são reservados para festas maiores. No caso da minha amiga Ruby, ela gostaria de fazer o casamento em um hotel, pois assim, a equipe de funcionários ficaria encarregada de várias questões importantes da organização. Mas acontece que a cidade natal do noivo é tão no interior da China, que não há hotéis na cidade (nós que somos de fora, acabamos conhecendo as maiores cidades da China, mas as cidades do interior, são ainda muito simples e pouco desenvolvidas, ou seja, nem hotel tem). O casamento, então, foi realizado dentro de um templo.
.
E adivinha quem organizou todo o evento? A mãe do noivo! Na cultura chinesa é bem comum a mãe do noivo ficar encarregada de tudo: escolha do local, da comida, dos convidados e as vezes, até do vestido da noiva. E sem passar pelo consentimento da noiva, viu…
Ruby pôde escolher o modelo do seu vestido de noiva, mas a sogra quem escolheu a cor. A Ruby é uma chinesa de cabeça mais aberta, convive com muitos estrangeiros e já conhece diversas culturas. E ela queria usar um vestido branco no seu casamento, simples assim. Mas a mãe do noivo exigiu que fosse vermelho, a cor preferida dos chineses, pois representa sorte e fortuna. O vestido vermelho é ainda muito usado nos casamentos tradicionais da China e na maioria das vezes, o vestido de noiva é trocado pelo Qipao, o vestuário feminino característico da cultura chinesa.
.
Para a cerimônia, além do vestido de noiva vermelho, ela usou muitos acessórios dourados. Essa cor representa o ouro e quanto mais ouro usar, mais sinal de riqueza e status. Durante a cerimônia, acontecem os rituais formais e os noivos pedem a benção aos deusese, aos ancestrais já falecidos, aos pais e parentes presentes.
.
IMG_0735
 .
IMG_0734
.
E a parte mais esperada pelos convidados é o buffet. Após a cerimônia, a festa se resume em muita comida, brinde dos noivos com os convidados e entrega dos envelopes vermelho para os recém-casados. O envelope vermelho é bem tradicional na China e é usado em casamentos e outras datas comemorativas para presentear com dinheiro.
.
IMG_0736
.
IMG_0669
Em alguns casamentos, a família do noivo não permite que a família da noiva participe da celebração, afinal, a mulher, depois de casada, passa a fazer parte da família do marido e não pertence mais a sua antiga família. Imagina não ter seus pais presentes nesse momento tão especial?! No caso da Ruby, ela fez questão que seu pai e sua mãe participassem da cerimônia e os sogros dela concordaram. Segundo ela me contou, foram mais de 200 convidados, todos parentes e amigos da família do noivo. Os avós, tios, primos e outros parentes de Ruby não puderam ser convidados. E por isso, ela não conhecia a maioria dos convidados.
Falando em convidados, assim como no Brasil não é elegante os convidados usarem branco (a menos que o dress code peça), na China, o preto e o vermelho devem ser evitados: o preto é desrespeitoso e o vermelho é a cor da noiva.
.
IMG_0737
.
IMG_0670
.
Culturalmente, os trâmites de casamento funcionam, mais ou menos assim, na China. Mas alguns costumes podem mudar de acordo com a região do país. O casamento da minha professora Susan, que é de uma região diferente da de Ruby, aconteceu na casa do noivo e o auge da celebração foram os convidados reunidos em uma mesa, jogando Mahjong, um tipo de jogo bem famoso na China. Assim como acontece no Brasil, a união é celebrada conforme o estilo dos noivos, suas condições financeiras e questões culturais da região. Mas uma coisa é certa nas celebrações chinesas: todos devem comer e se divertir muito.
24 julho, 2015
As cores na China
Curiosidades, DICAS, LIFESTYLE

cores da china significado vermelho douradoUsar branco na virada de ano é sinal de paz e boa sorte. O vermelho é paixão. O dourado é dinheiro. O azul é esperança. E por aí vai. Dizem que o povo brasileiro é um dos mais supersticiosos do mundo, e não dúvido. Mas está para nascer povo com mais superstições que os chineses. Assim como nós brasileiros atribuímos certos significados para as cores, os chineses também o fazem. E muito!

Eles levam o significado das cores tão a sério, que muitas noivas se casam com outra cor de vestido ao invés do tradicional branco. E na hora da compra, a escolha da cor pode influênciar no preço final do produto. Ah, e é importante ficar por dentro das cores que deve-se usar para agradar um chinês e o que não usar de jeito nenhum.

Vermelho | Hongse

Posso dizer que está é a cor da China, é a cor da bandeira do país e os chineses adoram. Significa poder, fortuna, boa sorte, alegria, vida longa, celebração. Por isso, é a cor tradicional das noivas. Isso mesmo! Muitas se casam com o vestido na cor vermelha, vermelho vivo, sabe?! O que para nós, ocidentais, pode parecer um pouco estranho, já que no nosso consciente, a cor simboliza paixão, proibição.

A explicação para o significado do poder do vermelho é que tudo que era relacionado à Casa Imperial era vermelho, assim como os prédios da Cidade Proibida, em Pequim. Então, se você quer agradar um chinês, aposte no look vermelho vivo.

A influência é tão grande que quando a gente vai fazer a avaliação de um vendedor ou funcionário de banco, por exemplo (naquelas máquininhas com carinha de feliz e triste), o vermelho corresponde ao melhor atendimento e o verde, ao pior. Confuso, né?! É mal chegar ao aeroporto que a gente dá logo de cara com a carinha vermelha feliz na avaliação do funcionário da Imigração.

Amarelo | Huangse 

Outra cor que representa poder, mas muito mais que isso. É também uma cor sagrada, imperial, nobre. Isso porque o amarelo era a cor exclusiva do Imperador, usada na sua coroa, em todos os seus looks e até na decoração do seu quarto. Está relacionada ao sol e ao ouro e simboliza terra, colheita e riqueza.

Em alguns lugares, produtos na cor vermelha ou amarela ainda são as mais procuradas, por isso, o preço é, geralmente, mais alto e não adianta chorar por desconto, viu.

 Verde | Lüse

Homens, não usem essa cor na China, de jeito nenhum! Explico: tem uma história de que há milhares de anos atrás, uma mulher importante na China tinha um amante e deu ao marido um boné verde, para que quando o amante visse um homem de boné verde na rua, saberia que sua querida estava sozinha em casa e poderia ir vê-la. Sabe-se lá se essa história é verdadeira, mas daí que os chineses acreditam que boné, chapéu ou qualquer coisa verde na cabeça simboliza infidelidade, ou seja, ser corno mesmo. Eles não gostam de usar nada verde próximo ao rosto, como camiseta, cachecol, nadica. Por isso gente, anotem minha dica, nada de usar (ou dar de presente para um chinês) camisa ou boné verde do Brasil aqui na China, ein. Álias, melhor evitar qualquer peça do uniforme da seleção brasileira. Muitos chineses ainda lembram da lavada de 7×1 rsrsrsrs (brincadeira, tá?!).

O verde representa também exosrcismo, ou seja, nada de muito bom.

Branco | Baise

Taí mais uma prova da grande diferença cultural: na China o branco representa morte e luto. Antigamente, eles usavam branco especialmente nos funerais e nunca, nem nos dias atuais, eles usam preto.

Imagina o susto do chinês desavisado passando o Ano Novo no Brasil!? Mas a boa notícia é que hoje o branco é liberado e por isso a gente pode usar e abusar do look all whitesem parecer que está indo a um funeral. 

Preto | Heise

Se o branco é luto, o que sobrou para o preto? Já ouvi falar que o preto na China representa muita coisa, e só coisas boas, como confiança e qualidade. Era a principal cor usada pelo imperador antes de ele aderir exclusivamente ao amarelo, mas hoje não tem o poder como o vermelho e o amarelo tem.

Nos dias atuais, com a influencia da moda ocidental, todas as cores estão liberadas nos looks, só é bom o sexo masculino evitar roupa verde para não gerar especulações. E o vermelho tá com tudo, ok ladies in red!?

29 maio, 2015
Romance no ar – sessão de fotos antes do casamento
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

noiva vestido casamento trash dress bund xangaiUma tradição para os jovens noivinhos chineses é a sessão de fotos antes do casamento. Tipo um pré-trash-the-dress clean – eu que inventei o nome, mas explico: os casais tiram fotos vestidos de noivo semanas ou até meses antes do casamento, geralmente em algum ponto turístico da cidade. O “clean” no nome é porque a ideia não é sujar o vestido de noiva da moça, como o tradicional Trash the Dress. O objetivo dos pombinhos é ter um álbum de fotos posando de véu e grinalda em algum cenário lindo, além do álbum com as fotos da cerimônia e da festa de comemoração.

Por isso, é comum encontrar casais chineses na maior chiqueza pelas ruas, sendo fotografados. E não é nada amador não, por trás dos cliques estão equipe com fotográfo, maquiador, iluminador, diretor, assistentes e tudo mais que uma grande produção pede. E quanto mais diferente o cenário, mais status pro casal. Já presenciei casal chinês fazendo o “pre-trash-the-dress-clean” em Bali e até em Paris (põe noiva chic nisso, ein).

E para contratar os serviços é fácil. Equipes que fazem esse tipo de trabalho estão por toda a parte na China, montam até quiosques no meio dos principais shoppings centers.

As seguintes fotos foram feitas em Xiamen, cidade onde moro, na ilha de Gulang Yu, que pertence a mesma e em Xangai. ↓ Read more (mais…)