01 fevereiro, 2017
A importância do Ano Novo para as famílias chinesas e o reencontro entre pais e filhos
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

Bom, no próprio título do post já fica claro os dois assuntos que quero tratar nesse texto. Mas os que esses dois assuntos tem em comum? Na verdade, tem tudo a ver. 

Talvez muitos que estão de fora não compreendam a verdadeira importância desse feriado de Ano Novo para os chineses, também conhecido como Festival de Primavera. Eles esperam ansiosamente o ano inteiro por essa data. A China praticamente para: os restaurantes e lojas fecham, as empresas entram em recesso por alguns dias e a maioria da população se desloca. Ou seja, é o momento que os trabalhadores tem para descansar do trabalho puxado do ano inteiro. Mas mais importante do que isso, essa é a época do ano que eles conseguem reunir a família e rever os entes queridos. Pessoas importantes que, na maioria das vezes, moram muito longe.

familia chinesa tradição cultura ano novo

Isso porque, se você conversar com algum chinês que mora em cidade grande, como Beijing, Shanghai, Hangzhou, Chongqin, Xian, Guangzhou, Shenzhen e muitas outras, incluindo Xiamen, muito provavelmente ele não é dessa cidade, originalmente. 

A grande maioria da população que vive e trabalha nessas cidades desenvolvidas vem do interior. Eles vem para cá a procura de trabalho. A procura de dinheiro para sustentar a família, que mora no campo. Mãe, pai e até filhos. Porque na cultura chinesa funciona assim: enquanto os pais trabalham, as crianças são cuidadas pelos avós (paternos, geralmente) e se os pais tem que trabalhar em outra cidade, os filhos ficam com os avós na sua terra natal.

E aí entra a questão das crianças e jovens chineses serem conhecidos como egoístas. Uma porque são filhos único e outra por serem criados por avós, que na maioria das vezes não impõe limites e nem dão a atenção necessária que uma criança precisa (não é regra, mas acontece). 

Esses dias estava em um restaurante de Xiamen que costumo frequentar e a chinesa que sempre me atende sentiu-se confortável para desabafar comigo. Eu perguntei à ela se iria viajar no Ano Novo chinês e ela disse que iria para a cidade natal de seu marido, para ver sua filha de oito anos, que mora com os avós paternos. Infelizmente ela não poderia ver os seus pais, que moram em outra cidade. Afinal, ela precisava decidir entre a sua filha e os seus pais. 

Imagina, ela vê a filha apenas duas vezes por ano: uma no Ano Novo chinês e outra no feriado de Independência. E ela contou o quanto estava preocupada, pois a menina ia mal na escola e ninguém dava bola para a criança. Os avós cuidam dos outros netos que são mais novos (e homens!) e não dão muita atenção para a menina. Para nós pode ser uma surpresa saber que os pais só veem os filhos uma ou duas vezes ao ano, mas para os chineses isso é tão comum. Esse nosso papo me lembrou um trecho do livro Laoway, em que a Sônia Bridi relata o quanto ela ficou surpresa ao ver crianças soltas nas ruas do interior, sem qualquer supervisão de um adulto. (Aqui tem um review bem interessante desse livro, que por sinal, é ótimo). 

E a minha surpresa quando ela me perguntou: os ocidentais tem o costume de cuidar de seus próprios filhos, não é?! “É claro que nós cuidamos dos nossos próprios filhos, afinal, nós que escolhemos ter filhos e nós que colocamos eles no mundo” eu pensei na hora, mas a respondi apenas com um educado “sim”. 

Ela poderia trazer sua filha para morar em Xiamen, mas aqui as escolas públicas estão sem vagas e as particulares são caríssimas. Ela também poderia arranjar um emprego em Guangzhou (onde sua filha está) e morar lá, mas ela diz preferir o trabalho dela em Xiamen. Não há como julgar, mas enquanto ouço histórias assim, imagino o que eu ou qualquer outra pessoa criada na mesma cultura, faria em uma situação dessas. Para nós ocidentais é tão difícil pensar em colocar um filho no mundo e dar para outra pessoa criar, mesmo que sejam seus pais, mas na China ainda é muito comum os avós criarem os netos, muitas vezes longe dos pais. Alias, se você pesquisar no Google Imagens a frase “família chinesa” vão aparecer muitas fotos com um casal de idosos, um casal jovem e uma criança, pois os avós são parte muito presente no ambiente familiar. Sempre falo que adoro conhecer a cultura e as tradições deles e pensar em como podemos ser povos tão diferentes.

familia chinesa cultura ano novo chines

Assim como ela, já conheci outros chineses na mesma situação. Em um voo do Brasil para a China conversei com uma chinesa que morava no Brasil com o marido e tinha deixado os filhos na China. Quando perguntei porque, ela respondeu que a educação no Brasil era muito cara e que na China eles passavam o dia na escola e não era preciso se preocupar com alguém para cuida-los. Ela via os filhos a cada dois anos. Conseguem imaginar isso!? 

Quem tem melhores condições financeiras consegue trazer seus filhos e pais para morarem juntos no mesmo lar. No condomínio onde moro, todo dia vejo dezenas de avós cuidando dos netos, enquanto os pais trabalham, meus vizinhos de porta, inclusive. Mas no fim do dia, os pais estão de volta e podem curtir os filhos e dar a atenção que as crianças tanto precisam. Seriam eles sortudos? Acredito que sim. Pois na verdade, nem sempre isso acontece, já que a maioria dos idosos não querem sair do interior para morar na cidade grande e as creches e escolas infantis são realmente caras na China e claro, a maioria da população não tem como sustentar isso. A solução? Deixar as crianças com os avós no interior. 

Quando cheguei na China pela primeira vez e comecei a conhecer mais sobre a cultura do país, achei que histórias assim eram coisa do passado. Mas cada vez mais me convenço de que ainda faz parte da realidade de muita gente. E assim como para nós ocidentais, o Natal é tão esperado, é a época de reunir a família e agradecer, para os chineses, o Ano Novo Lunar tem o mesmo sentido e com um toque ainda mais especial, pois é o único momento do ano em que muitos deles podem voltar para casa e rever toda a família, a tão adorada família. 

SaveMe!
29 julho, 2016
Costumes chineses que qualquer estrangeiro vai estranhar quando chegar a China
Comportamento, Curiosidades, LIFESTYLE

Depois de passar algum tempo fora da China a gente até esquece um pouco de como é a vida por esse lado do mundo e as cenas “bizarras” as quais nos deparamos no cotidiano. Mas basta aterrissar em qualquer aeroporto internacional do país e ver aquele monte de gente de olho puxado e cabelo escuro na maior pressa para sair do avião ou quase atropelando uns aos outros para chegar bem perto da esteira de bagagens.  No meu caso, nem precisei chegar a China para dar de cara com eles, os chineses. Ainda no Brasil, no voo que peguei para ir de Porto Alegre à Guarulhos, havia dois chineses (chinês mesmo, conversando em mandarim). No terminal novo do aeroporto de Guarulhos eles aparecem aos montes e quase sempre em grupos. Eu sei que os chineses são a maior população do mundo e estão por todo canto, mas fico impressionada com a quantidade de chineses que costumo encontrar em GRU. Bom, na primeira etapa do voo, que era Brasil-Dubai, já veio um taiwanês do meu lado e uma chinesa atrás, ou seja, estava praticamente rodeada por eles antes mesmo de sair do Brasil. O que quero dizer é que nem precisei chegar na China para relembrar alguns hábitos chineses, que quem é de fora pode estranhar, e muito. Agora, que hábitos são esses?

Cuspir, arrotar, peidar…

Muita gente me questiona sobre os chineses: é verdade que eles arrotam e peidam por aí? No fundo, acho que a pessoa quer que eu responda “não”. Mas sim, é verdade. Cuspir é a coisa mais comum que você verá os chineses fazendo (fora comer). Eles cospem o tempo todo, na rua e as vezes até em ambientes fechados, como no metrô, no ônibus. O pior é quando antes do cuspe vem o catarro, que eles puxam lá do fundo da alma e depois expelem. No início é difícil não olhar e fazer cara de nojo, mas hoje em dia, já não ligo mais tanto.

Placa: por favor, não cuspa
Placa: por favor, não cuspa

Arroto tem também, viu. Eles arrotam sem constrangimento nenhum, porque isso tudo é muito normal. E quando alguém dá um arroto em público, ninguém liga. Eu já levei arroto na cara. E sabe quando acontece e você fica esperando a pessoa pedir desculpas ou ficar constrangida? Esqueça! Para os chineses isso é sinal de saúde.

E o pior dos costumes, o peido. Não vou dizer que não acontece com frequencia, mas Graças a Deus, não me lembro de ter passado por essa situação com chineses. Talvez porque as flatulências podem ser silenciosas e essas, vixi… são as piores.

Mas para explicar melhor: na cultura chinesa, o correto é eliminar tudo o que faz mal para o corpo e os chineses respeitam os sinais que o corpo manda e na hora que ele manda. Por isso, cuspir, arrotar e peidar não é sinônimo de falta de educação.

Falar alto…

Tá bom, não vou mentir. Eles não falam alto. Eles gritam!

Você pode até se assustar quando ver dois o mais chineses gritando um com o outro, achando que está rolando a maior briga. Mas na maioria das vezes, eles estão apenas “conversando” sobre o tempo, sobre comida ou outras coisas simples da vida. O costume de gritar falar alto, dizem vir dos tempos de ditadura, onde só quem gritava era ouvido (ou não, vai saber…). Além de falar alto, tem mulheres que falam com a voz tão aguda, que como dizem os gaúchos: parece uma taquara rachada. Chega a doer os ouvidos, mas tudo é questão de se acostumar ou de aprender a mandar baixar o tom rsrsrs

Andar com sombrinha em dia de sol

Imagina que você vai sair de casa, olha pela janela e se depara com um dia lindo de sol e céu azul. Você jamais vai cogitar pegar uma sombrinha, certo!? Pois na China, sol e sombrinha são inseparáveis. O acessório, como o nome já diz, é para fazer sombra, ou seja, ajudar a proteger do sol e do bronze. O uso da sombrinha pelas chinesas é um costume totalmente voltado para a estética, pois os orientais preferem pele branca à bronzeada. Nesse post eu conto mais sobre esse costume tão forte entre as chinesas.

sombrinha dia de sol habitos chineses

Bebes e crianças andam de bumbum de fora…

…e fazem xixi e otras cositas más onde e quando bem entenderem. Dá uma olhada nesse post, onde conto mais dessa “mania” fofa.

amigos pijama bunda de fora

Dormir em qualquer canto

Eles dormem em qualquer canto mesmo, em público, sem vergonha e sem cerimônias. No banco da praça em plena tarde, com um multidão de gente passando. Dentro do carro estacionado num sol de 40 graus a pino e sem ar-condicionado ligado. Em pé no metrô, escorado na mesa do restaurante e até acocado no meio da calçada. A hora do sono é tão sagrada para os chineses que já perdi as contas de quantas vezes fui em algum comércio ou empresa perto do horário de almoço, e peguei o funcionário dormindo. Tenho a impressão que é só dar uma escoradinha e eles já entram em sono profundo. É tão comum se deparar com cenas de chineses dormindo em qualquer canto e de qualquer jeito, que um estrangeiro até criou o site Sleeping Chinese, onde as pessoas postam cliques dos adormecidos.

dormir em publico costume china

habitos chineses dormir qualquer lugar

Agora confessa… tem gente que ficou com inveja dessa facilidade para pegar no sono, ein!?

E por último e talvez o hábito que mais me tira do sério…

Mastigar de boca aberta

E isso não é questão de classe social. Gente que frequente restaurante chic também tem esse hábito. Imagina que desagradável você em um restaurante com o(a) companheiro(a) conversando sobre qualquer assunto do cotidiano e ouvindo cada mastigada da pessoa ao lado!? Minha dica é: assim que chegar em um restaurante, preste atenção nas pessoas que estão sentadas próximas da mesa disponível. Se estiverem comendo de boca aberta, fuja (!) e procure outras mesas vazias.

Está com viagem marcada para a China? Agora já sabe o que pode encontrar pela frente…

 

06 maio, 2016
A moda conceito e o mercado de luxo na China
Compras, Curiosidades, MODA, Street Style, Tendências

Esses tempos li o comentário de um leitor do blog que disse estar surpreso com o fato do quanto o mercado da moda é forte na China. Digo moda conceito, labels. Aí me dei conta de como o país ainda é conhecido lá fora pelas roupas baratas e produtos falsificados. O que é uma pena, pois a indústria fashion na China tem talento, potencial, e vem crescendo e se destacando muito em âmbito internacional. 

Escrevi esse texto na minha coluna de moda no blog Brasileiras Pelo Mundo. Adorei tanto pesquisar sobre esse assunto (acabei aprendendo muito) e achei ainda mais gostoso escrever sobre, que resolvi compartilhar por aqui. Boa leitura! :)  

Nós brasileiros temos o costume de pensar que toda etiqueta “made in China” é sinônimo de coisa barata e de má qualidade. Na moda isso é bem evidente. Os sites de vendas online como o Aliexpress, em que roupas, sapatos e acessórios produzidos na China são vendidos a preço de banana e, muitas vezes, feitos com tecidos simples e acabamento ruim, reforçam esse pensamento. Mas a verdade é que, com o rápido crescimento econômico do país nos últimos anos, os consumidores chineses com alto poder aquisitivo se tornaram ávidos por artigos de luxo e moda de alta costura. E por isso, o “made in China” passou a atender a esse mercado, que oferece produtos exclusivos e de alta qualidade.

Em meados dos anos 90, as primeiras grifes mundiais começaram a se instalar em Hong Kong, Pequim e Xangai. Atualmente, toda cidade chinesa desenvolvida tem lojas de grifes internacionais renomadas como Dior, Louis Vuitton, Burberry, Chanel, Givenchy, Prada, Miu Miu, Hermes, entre tantas outras, espalhadas pelos melhores bairros e distritos. Estas gigantes da moda, veem a China como um dos mercados de maior potencial no mundo. Segundo uma pesquisa realizada pela ONG americana Associação de Luxo Mundial, a China é o segundo maior mercado de produtos de luxo do mundo e até 2017, será o primeiro.

Até alguns anos atrás, as consumidoras classe A desejavam produtos com megalogos ou monogramas, ou seja, aqueles que tivessem o logotipo da marca bem visível. Tudo para conferir status e poder, e mostrar que tinham condições de ter um artigo de luxo. Essa necessidade de ostentação vem, provavelmente, de uma mentalidade antiga, causada pela pobreza extrema e pelo rápido desenvolvimento econômico no país.

Hoje em dia, “qualquer um” pode exibir uma bolsa Gucci ou Louis Vuitton, especialmente devido ao crescimento desenfreado das falsificações. Por isso, bolsas com megalogos ou monogramas passaram a ser relacionadas à classe média. Basta você ir ao supermercado ou sentar em um restaurante, que vai ver várias chinesas com uma bolsa Louis Vuitton embaixo do braço. Por isso, as consumidoras ricas e “phynas” de verdade dão prioridade às marcas que oferecem produtos mais discretos, sem sinalização aparente. Com isso, as marcas de luxo passaram a rever sua forma de apresentação e estão se adequando, cada vez mais, ao estilo chinês. Bottega Veneta, uma das grifes pioneiras na eliminação da etiqueta externa, é uma das preferidas entre as chinesas com alto poder aquisitivo.

look bolsa chanel China

Louis Vuitton china país falsificação bolsas

Mas não é só de grifes internacionais que o mercado de luxo é feito na China. Com a onda do sentimento de patriotismo, espalhada principalmente pelo presidente Xi Jinping, os consumidores chineses começaram a se orgulhar do estilo de vida chinês e a prestar mais atenção às marcas nacionais. No último Shanghai Fashion Week, em outubro de 2015, a imprensa declarou que as semanas de moda da China recebem, a cada estação, mais chineses interessados na moda nacional e compradores do mundo todo, dispostos a abrir as portas de suas boutiques para os designers daqui. E não há como negar que a exposição China: Through the Looking Glass, no Met Museum de Nova Iorque, no ano passado, serviu como um empurrão para colocar de vez a moda conceito da China na cena fashion mundial.

Com esse crescimento constante, as marcas globais estão com os olhos atentos ao mercado chinês. E estilistas famosos já vêm buscando inspiração na cultura oriental há algum tempo. Criações de John Galliano para Dior, Tom Ford para Yves Saint Laurent, Sarah Burton para Alexander McQueen e Karl Lagerfeld, todas exclusivas e inspiradas na cultura chinesa, fizeram parte da exposição citada acima, que ocorreu em NY. Segundo o MET Museum, esta foi a exposição de moda mais famosa e visitada do museu até hoje.

Porcelana da Dinastia Ming (seculo XV) Evening dress by Roberto Cavalli, 2005-6 e Sarah Burton dress para Alexander McQueen 2012

Vestido do designer chinês Guo Pei

Além do sentimento patriota, o fato das chinesas optarem por trocar artigos ostentação por outros com mais classe e exclusividade, ajudou a colocar as grifes nacionais em um patamar competitivo com as marcas mundiais. Ainda que as grifes chinesas trabalhem com peças caras, tanto quanto as de grifes internacionais, e não venham acompanhadas do glamour da etiqueta europeia, elas estão ganhando espaço considerável no mercado de luxo da China e nos armários das mulheres ricas.

Masha Ma é uma das marcas mais queridas. A jovem estilista de mesmo nome já transitou pelos ateliês chiques de Paris, desfilou suas coleções no Paris e London Fashion Week, e hoje está de volta a Shanghai, onde abriu seu próprio ateliê. Uma Wang seguiu os mesmos passos e fez seu nome no mercado de luxo mundial. Suas criações já foram desfiladas nas semanas de moda da Europa e são vendidas em lojas de Londres, Milão e Nova Iorque.

E há vários outros nomes de estilistas chineses que começaram a pipocar na cena fashion mundial. Guo Pei, uma das mais renomadas, é responsável por vestir várias celebridades chinesas nos eventos mundo afora. Uma de suas criações, o imponente e polêmico vestido amarelo com cauda, foi escolhida pela cantora Rihanna para desfilar no tapete vermelho do Met Gala de 2015, um dos eventos de moda mais esperados do ano. Você lembra?

rihanna vestido met ball guo pei designer chinesa

Guo Pei também lançou uma linha em parceria com a marca de cosméticos MAC (veja as belezuras aqui). Assim como a jovem estilista de jóias Bao Bao Wan. O talentoso Jason Wu, nascido em Taiwan e radicado em Nova Iorque, é uma das estrelas do NYFW há quase 10 anos. São todos jovens designers chineses que estão transformando a moda de luxo na China e levando um novo conceito de “made in China” para o mercado ocidental. Se você se interessa por moda, pode anotar esses nomes. Eles já dominaram o mercado de luxo da China e vão fazer muito barulho na moda global. Concordas?

01 abril, 2016
Festival QingMing | Dia dos Finados e de celebrar a primavera
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

Parece contraditório, mas Qingming (清明), que em mandarim significa “claro, brilhoso”, é o nome dado ao festival que homenageia os mortos e, ao mesmo tempo, celebra a chegada da primavera. Em inglês é chamado de Tomb-Sweeping Day, ou seja, Dia de Varrer o Túmulo ou Chinese Memorial Day.

Qingming festival homenagem mortos tumulo china

O Festival Qingming é celebrado no dia 05 de abril, mas o feriado já começa no sábado, dia 03. O principal costume dos chineses é varrer o túmulo dos seus entes queridos, fazer a limpeza, enfeitar com flores e pinturas em mandarim. Os chineses também costumam rezar pelos parentes falecidos e prestar homenagens a eles. Comidas, especialmente os pratos preferidos do morto, vinho, chá, papeis imitando dinheiro e réplicas de bens materiais (como casas, carros e até iphones e ipads) são levados ao túmulo. Tudo isso é queimado, com a esperança de que não falte nada disso para o falecido na sua vida após a morte. dia dos mortos china festival qingming

Qingming festival tradições chinesas comidas frutas

Qingming festival costumes chineses fogo queima casa carro

replicas de papel casa queimar dia dos mortos china

sweeping day dia dos mortos china queimando iphone ipad

queimando dinheiro festival qingming china

Em algumas regiões da China, quando um membro familiar récem faleceu, a família não deve celebrar nenhum festival ou data especial durante três anos, em sinal de respeito. A tradição de acender fogos de artifícios no Ano Novo Chinês é vetada, pois eles acreditam que pode ferir os olhos do morto, que ainda não deixou esse mundo. Nessa data, eles apenas rezam pelos entes que já se foram. E as famílias menos tradicionais ou cujos ancestrais foram cremados, oferecem flores e rezas para os falecidos. Durante este período, usar vermelho e outras cores vibrantes não é visto com bons olhos, como de costume.

Mas o Qingming é uma mistura de tristeza com alegria. Nesta data, os chineses também celebram a chegada da primavera. Nessa época do ano, as temperaturas começam a subir e o clima fica mais gostoso. O cenário muda: as árvores voltam a ter folhas, as flores nascem novamente e o céu azul passa a aparecer com mais frequência (muitas regiões da China ficam meses com o céu cinza durante o inverno). Tudo fica mais colorido. E por isso, os chineses saem às ruas para celebrar a chegada dessa estação tão gostosa. Outro costume do festival é soltar pipas, que na verdade, é uma prática muito comum na China. Durante o dia são empinadas pipas dos mais diversos tamanhos e formatos. A noite, as pipas recebam pequenas lanternas que iluminam a escuridão. Os chineses costumam cortar a corda da pipa para que ela se perca nos céus. Dizem que isso traz boa sorte e leva embora as doenças.

Árvore com flores cerejeira em Kunming
Árvore com flores de cerejeira em Kunming

Esse festival é também relacionado com a agricultura, pois a primavera é a melhor época para reiniciar a lavoura. Algumas pessoas carregam ramos de salgueiro durante o festival ou colocam em frente a porta de casa, pois acreditam que os ramos espantam os espíritos do mau. Essa tradição ainda é praticada no interior da China e por aqueles mais tradicionais, mas muito já se perdeu. Nas cidades grandes, é difícil ver alguém com os ramos de salgueiro.

Muitos chineses aproveitam o feriado para viajar, mas a maioria não deixa de seguir as tradições. Eles veem esse festival como um tempo para refletir, homenagear os ancestrais e curtir a nova estação com a família. Alguns costumes podem parecer um tanto quanto estranho para nós (queimar réplicas de casa, iphone?!), mas admiro como os chineses valorizam suas crenças e como são fiéis às tradições.

Bom, como não é de bom tom desejar “Feliz Qingming”, provavelmente em respeito aos falecidos, me despeço por hoje com o de sempre “até logo” em chinês…

Zài jiàn

 

25 março, 2016
Como é celebrada a Páscoa na China
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

A primeira pergunta que você deve ter se feito ao ler o título do post é: existe Páscoa na China? Um país onde boa parte da população segue os princípios de Confúcio, reverencia o budismo e o taoísmo e não acredita em Deus, muito menos em Jesus Cristo, por que celebraria a Páscoa?

ovos pintados de pascoa cultura chinesa

Mesmo não sendo todas reconhecidas pelo governo, a China abriga diversas religiões, incluindo a católica, a evangélica e a ortodoxa. Para os chineses cristãos, a data tem um significado religioso, assim como para nós ocidentais. Eles celebram a ressurreição de Cristo, vão à Igreja e assistem as missas. Sim, na China tem Igrejas Católicas espalhadas por várias cidades. Eu ainda não tive a oportunidade de visitar nenhuma, mas já conheci um chinês cuja família é católica.

Mas para grande parte da população, a Páscoa tem apenas o apelo comercial. Até alguns anos atrás, não se encontravam, nos supermecados, ovos de páscoa ou chocolates com formatos especiais. E muitos chineses não-cristãos nem sabiam que essa data existia. Mas com a “invasão” de estrangeiros, o mercado e as marcas não perderam essa oportunidade. E mesmo não conhecendo o real significado da Páscoa, o comércio chinês aproveitou a procura dos ocidentais por doces e chocolates que representassem a data, para vender mais. Hoje, algumas grandes redes de supermercado, como Carrefour e Metro, e outros mercados menores de importados comercializam ovos de Páscoa da Nestlé, Lindt, Ferrerro Rocher, entre outras marcas, e chocolates em formatos de coelho, ovinhos e até galinhas. Tudo costuma voar das gondolas dos supermercados, pois até os chineses se renderam a essas delícias ocidentais.

Muitos restaurantes de Shanghai, Beijing e outras cidades maiores aproveitam a data e promovem almoços especiais e ceias, tudo para atrair o público que tem o costume de celebrar a Páscoa. Em Hong Kong, essa data recebe uma atenção ainda mais especial, por causa da influência da cultura inglesa {leia mais sobre a colonização de HK pelos ingleses} e pelo considerável número de estrangeiros cristãos vivendo por lá. Os hotéis e restaurantes oferecem menu especial e alguns parques e atrações turísticas promovem eventos e brincadeiras.

Influênciada pela cultura ocidental, algumas crianças chinesas se divertem com a caça e pintura dos ovos de Páscoa, no domingo de manhã. E assim como o coelho, os ovos pintados e os de chocolate simbolizam a Páscoa no ocidente, na China estes também tem um significado importante. Os chineses acreditam que a vida começou do ovo, portanto, é comum que eles presenteiem familiares e amigos com ovos coloridos, tanto no Festival de Primavera quanto na Páscoa. Os ovos representam a renovação da vida. E os coelhos simbolizam o nascimento e a vida e são vistos com frequência na pintura dos ovos.

pascoa na china crianças chinesas coelho ovos

Para meus leitores eu desejo uma doce e abençoada Páscoa e um espírito de renovação e crescimento, especialmente por este momento que nosso Brasil e nós brasileiros estamos passando.

Fùhuó Jié Kuàilè 复活节快乐 (Feliz Páscoa)!

 

09 março, 2016
Destino China | As passarelas mais altas e emocionantes da China
Destino China

Responda rápido: você gosta de aventuras? E da sensação de estar nas alturas? Bom, pelo jeito, os chineses gostam muito! Isso porque, três das 10 skywalks consideradas as mais emocionantes do mundo estão na China. Sente só:

Tianmen Mountain

A mais top delas, a montanha Tianmen fica no Tianmen Mountain National Park, na cidade de Zhangjiajie, no noroeste da Província de Hunan. O que mais chama a atenção na atração turística é a passarela construída ao redor da montanha, a mais de 1.300 metros acima do nível do mar!! De um lado, um paredão de rochas. Do outro, o céu. E apenas uma estreita passarela entre ambos. E como se isso não bastasse para deixar qualquer um intimidado (para não dizer, apavorado), a passarela é toda de vidro, cristalino, permitindo uma visão clara de tudo que há montanha abaixo. A caminhada de pouco mais de 60 metros de distância não é muito indicada para os fracos do coração ou para quem tem medo de altura.

Mas a vista lá do alto é de tirar o fôlego. E o cuidado para manter o vidro limpo e cristalino é tanto, que os turistas devem usar capas nos sapatos enquanto caminham pela ponte.

montanha tianmen zhangjiajie china altura vidro

montanha tianmen passagem de vidro

Montanha Tianmen Zhangjiajie China paisagem

Oriental Pearl Tower

A Pérola Oriental de Shanghai é um dos símbolos mais famosos da China. A torre tem 468 metros de altura e é a sexta mais alta do mundo. Foi inaugurada em 2004 e sua plataforma de observação está aberta ao público desde 2009. A plataforma tem piso e paredes de vidro,  o que possibilita uma visão panorâmica de boa parte da cidade. A vista do alto da torre é realmente linda, (confesso, dá um medinho) mas, na minha opinião, não é mais encantadora do que a beleza da torre toda iluminada, quando cai a noite. Posso ficar horas admirando….

shanghai torre oriental pearl tower observation deck

Skywalk X, Torre de Macau

A Torre de Macau, com exatamente 338 metros, tem uma atração adorada pelos visitantes, a Skywalk X. É possível caminhar ao redor do deck de observação externo da torre onde, pasmem, não há corrimão ou qualquer outro apoio para os turistas se segurarem. Claro que esse povo não é tão louco assim, os turistas ficam presos ao arnês, que é aquele equipamento usado pelos escaladores, uma espécie de cinto de segurança. O passeio de 360° ao ar livre no alto da torre oferece um visual incrível de Macau.

Torre de Macau Skywalk X

HuaShan Mountain

O monte HuaShan, situado próximo de Xi’an na Província de Shaanxi, pode não estar entre os mais altos da China, mas sua trilha é considerada a mais perigosa do país e uma das mais temidas do mundo. A HuaShan é uma das cinco montanhas sagradas da China e está associada ao Taoísmo. Para escala-lá é preciso de coragem e bom preparo físico. São cerca de 6km envolvendo muitas subidas, escadas íngremes esculpidas nas pedras e estreitas pontes de madeira junto as rochas. A montanha está na lista das mais perigosas do mundo! Mesmo assim, milhares de turistas visitam o monte em busca de aventura e belas paisagens. E também para conhecer o templo taoista, do século 2 A.C., que fica no topo. Segundo as estatísticas chinesas, não há registros de turistas que morreram nessa caminhada, mas há informações de órgãos não-chineses que mostram um número alto de mortos, chegando a 100 pessoas por ano. Teria coragem de encarar essa? Na dúvida, leve todos os equipamentos de segurança necessários, eles não exigem, mas eu não pagaria para ver. Mas mesmo parecendo super perigoso, o monte despertou muito meu interesse. Já está na bucketlist. Imagine trilhar uma das montanhas mais temidas do mundo? Seria uma grande realização…

Templo Monte Huashan china

Screen Shot 2016-03-08 at 11.36.49 PM

Monte Hua shan China aventura

Montanha Hanshan trilha escalar pedra

Screen Shot 2016-03-08 at 11.39.02 PM

Imagens: Flickr, acervo próprio e Google

E quanto mais eu conheço esse país, mais me encanto com as surpresas que ele esconde. Aqui tem de tudo e tem espaço para todos, inclusive para os mais aventureiros e para os malucos que buscam adrenalina e belos visuais.

Curtiu?

 

14 fevereiro, 2016
Valentine’s Day na China
Curiosidades, LIFESTYLE

Hoje é dia de Valentine’s Day!!! ♥ 

Na verdade, não na China… mas com a globalização, alguns casais apaixonados comemoram a data aqui no oriente. O comércio, principalmente lojas de vestuários e restaurantes, se aproveitam da data para fazer algum evento especial ou promoção. Da mesma maneira como acontece no Brasil, onde é comum ver decorações de Valentine’s Day nas lojas e restaurantes.

Neste ano, o Ano Novo Chinês caiu próximo da data de Valentine’s Day, por isso, o Dia dos Namorados americano ficou um pouco de lado aqui na China. As lojas ainda estão com a decoração de Ano Novo. Mas ainda assim, alguns restaurantes estão dando descontos no jantar a dois, clubs promovendo festas temáticas e hotéis, oferecendo pacotes especiais para casais.

Valetine's day shanghai china

Uma curiosidade é que no Valentine’s Day, os chineses desejam ao seu companheiro/companheira “1314”. Isso mesmo, 1314! Imagina você receber uma mensagem de texto do seu namorado, escrita 1314!? No mandarim, lê-se “yī sān yī sì”, que tem pronúncia semelhante a frase “yī shēn yī sǐ”, cuja tradução é “uma vida, uma morte”. Ou seja, para eles, 1314 significa “para sempre”. 

5211314 quer dizer “wǒ ài nǐ yī shēn yī sǐ” ou no bom português, eu amo você para sempre. Agora ficará fácil entender quando algum chinês te mandar 5211314. Não se trata de um número de telefone, mas sim uma declaração de amor! kkkk

Olha algumas opções de presentes com 1314 (tem no Aliexpress):

Valentines day gift xicara amor

decoraçao capinha celular dia dos namorados chines

decoraçao dia dos namorados valentine's day 1314 china

E o pior é que isso é pura superstição! No dia de hoje, tudo o que tiver o número 1314 é sinal de sorte. Se for pagar uma conta e o total der ¥13,14 ou ¥131,4, você será considerado sortudo! Chineses e suas relações com números e significados…

O dia dos namorados oficial na China acontece em julho ou agosto (a data varia de acordo com o calendário lunar). O Valentine’s Day chinês recebe o nome de Qixi Festival e, como tudo que acontece na China, tem muitos costumes e tradições envolvidos. Saiba mais neste post especial sobre o Qixi Festival.

♥ E happy Valentine’s Day! 

13 fevereiro, 2016
Ano Novo Chinês | O que rolou na véspera – pratos, presentes e decorações
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

Já escrevei sobre as tradições e superstições, sobre as cores e sobre as decorações de Ano Novo Chinês aqui no blog, recentemente. E para finalizar a semana de posts sobre o tema, afinal o feriado de sete dias está chegando ao fim, decidi reunir algumas imagens que apareceram na minha timeline do Instagram e do Wechat. Ou seja, separei fotos postadas na véspera de Ano Novo, por amigos e conhecidos chineses. A cada imagem que eu via, eu me sentia fazendo parte daquele momento e consegui compreender melhor o modo como eles celebram esta data e o que é realmente importante para eles. Por isso, achei interessante compartilhar com vocês, que me acompanham aqui e que gostam de, junto comigo, conhecer um pouco mais da cultura chinesa.

Na mesa de jantar da véspera, não pode faltar peixe. Ouso dizer que ele é o prato principal da noite. Peixe, que em mandarim se traduz “yu”, tem a mesma fonética que a palavra “extra”, portanto, os chineses acreditam que comer peixe na véspera de ano novo, traz “sobras”. E sobra é coisa boa – dinheiro de sobra, sorte de sorte, saúde de sobra… Resumindo, o peixe simboliza a prosperidade.

E ele é servido assim, com cabeça e rabo. Alias, os chineses não veem graça em comer apenas filé de peixe, gostoso é comer ele inteiro. Em algumas regiões, os peixes são servidos com muito molho, como o da segunda foto.

mesa de jantar vespera ano novo chines

prato chines peixe

O que não pode faltar também é jiaozi, nome em chinês da guioza, que é um pastelzinho recheado com carne de porco e verduras. O jiaozi simboliza fortuna, pois tem formato semelhante aos papelotes de ouro usados antigamente na China.

O vinho ou qualquer outra bebida alcoólica representa a longevidade, vida longa. Álcool, em mandarim, é “jiu” e tem a mesma pronúncia que “muito tempo”.

prato chines fit jiaozi guioza

vinho bebida ano novo

O Ano Novo Chinês, para os chineses, é como o nosso Natal. Tempo de reunir a família e celebrar. Os chineses que moram fora da sua terra natal, voltam para casa, para passar a data com a família. Por isso, este feriado é considerado o maior deslocamento de pessoas do mundo. Abaixo minha amiga Yvq com parte da família, numa cidade do interior da China.

Ah, e reparem nos looks vermelhos – essa é a cor da sorte e da fortuna, como já comentei por aqui algumas vezes.

celebrar ano novo chines vermelho familia

Meu noivo, Rodrigo, passou a véspera de ano novo no batente, junto com a tripulação. E como a tradição manda usar vermelho, as comissárias vestiram lenços vermelhos por cima do uniforme. Na foto, as duas do meio fazem o sinal de “Gōngxǐ fācái” que em uma tradução livre significa “desejo um próspero e rico ano”.

IMG_8971

Minha amiga Alone (sim, esta é o nome ocidental dela) mostrou todo o dinheiro que ganhou dentro dos envelopes vermelhos. É tradição os chineses presentearem familiares e pessoas próximas, especialmente crianças e jovens, com envelopes vermelhos, que vem recheados de notinhas de yuan!

presente ano novo envelope dinheiro yuan

Eu acompanhei as comemorações da virada de ano novo nas cidades grandes, como Pequim e Xangai, pela CCTV, principal canal chinês. E foi linda! Na Cidade Proibida, em Beijing, é onde acontece a celebração oficial e é um show e tanto, com música, apresentações de danças e fogos de artifícios.

Os fogos, apesar de serem proibidos em algumas cidades, por causa da poluição, fazem parte das tradições chinesas de ano novo, pois o povo acredita que o barulho espanta os fantasmas. Em Shanghai, no The Bund, a queima de fogos foi linda!

ano novo chinês cidade proibida beijing dança celebração

decoraçao ano novo chines beijing china

ano novo chines fogos de artificios shanghai

Você acompanhou as celebrações de Ano Novo chinês? Gostou de conhecer um pouco mais da cultura chinesa? Quero saber sua opinião e suas experiências. Divida-as nos comentários :)

 

10 fevereiro, 2016
Ano Novo Chinês | 2016, o ano da macaco
Cultura, Curiosidades

O carnaval terminou no Brasil e o Ano Novo Chinês já chegou na China, portanto, tenho a impressão que 2016 finalmente começou pra valer! De acordo com o zodíaco chinês este é o ano do macaco. O macaco é considerado uma animal esperto, inteligente e astuto. Portanto, 2016 deve ser um bom ano para negócios e também de muitas mudanças, especialmente para quem é macaco… quero dizer, para quem nasceu no ano do macaco.

ano novo chinês animal macaco china

Ao total, são 12 animais no zodíaco e o macaco é o nono da lista. Como esses animais foram escolhidos? Bom, os chineses tem uma história para explicar como eles foram selecionados e ordenados (claro, eles sempre tem uma histórinha para tudo).

Conta-se que há milhares de ano atrás, o Imperador de Jade quis designar os animais mais velozes da terra para o calendário, e para isso, organizou uma corrida. Nesta época, o gato e o rato eram bons amigos, mas ambos eram meio preguiçosos e estavam dormindo no momento da corrida. Dada a largada, o páreo foi duro, mas o boi chegou em primeiro lugar. Ou quase. No momento da corrida, o rato estava dormindo na cabeça do boi e foi considerado o primeiro animal a atravessar a linha de chegada. Depois veio o tigre, o coelho, dragão, cobra e assim por diante, até o último animal, o porco. E o gato, dorminhoco, ficou fora da lista. “Fora da lista?” Pensou o gato. Ele não se conteve e foi brigar com o rato, por ele não ter chamado o amigo para participar do corrida. Sim, a parte que eu considero a mais engraçada (e sem noção da história) é que o gato, até hoje, persegue e quer matar o rato por causa dessa corrida. Acredita? E isso só comprova mais ainda o egocentrismo do chinês de achar que os gatos e ratos não se suportam, por causa de uma história criada por eles….

Tom e JerryTom e Jerry (amo!) retratam muito bem essa história chinesa!

Mas enfim, eu ouvi essa história de algumas amigas chinesas e depois fui checar na internet. E não é que vários sites contam a mesma coisa?! Não se sabe, exatamente, se o rato não chamou o gato para a corrida, de próposito ou por esquecimento. Parece história infantil, mas sabe… acho que, no fundo, eles acreditam que seja verídica.

E vamos a parte que interessa: a lista dos “vencedores”!

Aproveite para conferir qual animal você é, de acordo com o ano de seu nascimento.

animais calendario lunar ano novo chines china animais calendario lunar china ano novo chines macaco

Pessoas que nascem no ano do macaco são consideradas espertas, sociáveis, auto confiantes e inovadoras, mas também arrogantes e egoístas. Porém, devido à sua inteligência e outras características positivas, os chineses gostam de crianças nascidas no ano do macaco. Portanto, preparem-se para ver muitos chineses recém nascidos em 2016!

Até porque, dizem que as crianças nascidas no ano do galo e do cachorro (os próximos da lista), são muito inquietas. Isso porque, há um ditado em mandarim que significa “bagunça, desordem” e as palavras do ditado tem a mesma pronúncia que galo e cachorro em chinês. Superstições, superstições….

Eu nasci em 88 e sou dragão, o 5º da lista. E você? Conte qual animal você é aqui nos comentários :)

 

05 fevereiro, 2016
Ano Novo Chinês | Decoração nas ruas para a chegada do ano do macaco
Cultura, Curiosidades, LIFESTYLE

O que mais me encanta com a chegada do Ano Novo Chinês é, como cada cantinho ganha vida, com pequenos enfeites e detalhes que, juntos, decoram o ambiente das casas e cidades, criando um clima mágico.

E adivinha qual é a cor principal?! O vermelho, claro! Não é só no look de Ano Novo que os chineses costumam usar vermelho, mas também na decoração das casas, prédios, lojas comerciais, shoppings e ruas. Eles consideram esta, uma cor auspiciosa, que traz boa sorte e fortuna. Além do vermelho, muito amarelo e dourado, que representam ouro.

O principal item de decoração são as lanternas, dos mais diversos formatos e tamanhos, que estão penduradas por toda parte. Aliás, é muito comum ver as lanternas sendo usadas como enfeites, nos principais festivais da China. No cair da noite, elas se acendem e deixam o cenário ainda mais bonito. Recortes de papel vermelho são comumente encontrados nas portas dos prédios e das casas (para espantar o Nián seria um dos motivos). E até na dos armários. Aqui em casa, alguns ficaram de herança da antiga moradora rsrs E como 2016 será o ano do macaco, os recortes de papel ganham desenhos de macacos. São macaquinhos por toda a parte – em esculturas, bonecos infláveis, bichos de pelúcia…

lanternas ano novo chines decoracao

acessorios ano novo chines venda vermelho dourado

recortes de papel decoraçao ano macaco portas

ano do macaco china pelucia

As flores também tem seu papel importante no decoração de Ano Novo, principalmente a peônia, que é considerada a flor da riqueza e da sorte. São tão bem vindas, que aqui no jardim do condomínio onde moro e em outras partes da cidade, peônias de plástico foram amarradas junto a galhos secos de árvores. Deu um efeito super fofo. Também tenho visto muitos vasos grandes com orquídeas (minhas preferidas), especialmente roxas. As orquídeas simbolizam a perfeição, a integridade e a amizade.

Outro tipo de decoração bem diferente que me chamou a atenção foram as pequenas árvores de kumquat. Kumquat é uma fruta cítrica bem parecida com a laranja, mas de tamanho menor. Em mandarim, kumquat se chama “jin ju shu”. Jin tem a mesma pronúncia que “ouro” e o nome tem um carácter semelhante ao carácter da palavra “sorte”. Portanto, a kumquat é sinônimo de riqueza e sorte. Diz-se que essa fruta é bem comum no sul da China e eu vi muito em Hong Kong, na semana passada.

decoracano ano novo chines lanternas peonias

flores peonias orquideas ano novo chines

kumquat planta ano novo chines

Outra prática super comum, uma tradição na verdade, é entregar envelopes vermelhos com dinheiro dentro para seus familiares, especialmente crianças. Por isso, envelopes vermelhos com escritas e desenhos em dourado é o que mais se encontra à venda em estabelecimentos comerciais, nesta época do ano.

tradicao ano novo chines envelope vermelho dinheiro

Meses antes do Ano Novo Chinês, você já vê os lugares enfeitados com todos esses acessórios – vermelhos, principalmente, muito provavelmente por causa do Natal e do Ano Novo gregoriano. Mas, são cerca de 10 dias antes do feriado de Ano Novo Chinês que as pessoas começam a decorar suas casas para valer, assim como os prédios comerciais e as ruas. E aí sim que a cidade fica encantadora. O chinês pode ser um povo com muitos defeitos  (que, na verdade nós consideramos defeito, mas o fato é que são apenas culturas e comportamentos muito diferentes) mas o carinho e o cuidado que eles tem com cada detalhe, tanto com a decoração quanto com os costumes, são de se admirar.

鑫年快乐 Xīn nián kuàilè (Feliz Ano Novo)!