10 maio, 2016
Shanghai Fashion Week | As tendências para o Outono Inverno 2016
MODA, Tendências

O post de hoje é sobre um assunto que eu adoooro e estava ansiosa para compartilhar aqui, o #ShanghaifashionWeek. De 8 a 16 de abril rolou o Shanghai Fashion Week FW 2016, onde marcas chinesas conceituadas apresentaram as tendências e novidades para o próximo Outono Inverno. Desde que fui para a China tenho curiosidade em ir no SFW e conhecer mais sobre o trabalho dos estilistas nacionais e conferir como é a atmosfera dessa semana de moda. Neste temporada eu fui e quero dividir um pouco dessa experiência com vocês. Foi a minha primeira vez na Semana de Moda de Shanghai, que já está na 12ª edição.

Era minha ùltima semana na China antes de voltar ao Brasil para algumas semanas de férias, mas como já acompanho as semanas de moda mundiais há tempos, estava doida para acompanhar a de Shanghai. Afinal, estamos falando de uma das maiores metrópoles do mundo e centro fashion da China e mesmo que a Beijing Fashion Week seja considerada a Semana de Moda oficial da China, a de Shanghai é a mais esperada e frequentada pelo povo fashionista.

A SFW acontece no XintianDi, o bairro mais descolado da cidade. Caracterizado pelo conjunto de construções da antiga Shanghai e por ter uma atmosfera bem moderna, essa descrição pode soar contraditória, mas é exatamente essa mistura do antigo com o novo que faz do bairro um charme só. Por isso, não teria lugar melhor para sediar a Semana de Moda da cidade.

E a SFW é um verdadeiro evento: várias celebridades, convidados cheios de estilo, burburinho pra lá e pra cá, fotográfos por toda parte, poses para cliques de look do dia e muitos flashes. Assim como acontece nas Semanas de Moda internacionais, mas em uma proporção menor, já que as Semanas de Moda da Ásia ainda não são tão assediadas como as da Europa e de Nova Iorque.

Isso é o que rola fora das passarelas, mas o que rola dentro?

Uma das novidades desta temporada foi a forma de apresentação das coleções. As marcas Museum of Friendship, Boundless, Yirantian, Haizhen Wang, Hiuman, entre outras, inovaram e fizeram, literalmente, uma apresentação da coleção, ao invés de desfile na passarela. A estilista-diva-poderosa que eu tanto admiro, Diane Von Futersberg da DVF mostrou sua coleção FW 2016 no New York Fashion Week nesse mesmo estilo, com uma apresentação performática incrível. De maneira bem discontraída, sem perder o dinamismo da passarela e totalmente visionário e inovador. Eu curti e vocês?!

Museum of Friendship (MOF)

A marca da designer Momo Wang, ainda é uma criança. Surgiu em 2012, mas já é uma das mais esperadas do SFW, é a queridinha dos chineses fashionistas e uma das que eu mais tinha curiosidade em assistir. A coleção Outono Inverno 2016, denominada CSM Kids, é uma continuação da ultima coleção, After School, que eu já falei nesse post. CSM Kids foi inspirada nas meninas da Central Saint Martin, de Londres, a universidade onde Momo se formou em 2011, e trouxe elementos do estilo girlie, como saias e vestidos rodados, peças com babados, além de pantaccourts, casacos estruturados, jaquetas bomber e até estampas com frases divertidas, como “deadline” e “go to library”. Ou seja, tudo que lembra os velhos tempos no campus da CSM.

Além da nova coleção, as modelos trouxeram para o cenário montado para a performance, muita diversão. Elas dançaram umas com as outras, fizeram poses para os fotográfos, tiraram selfies, deram risadas, brincaram, pularam e se deitaram no chão. FUN, definitivamente, é a palavra que define a MOF.

museum of friendship winter 16 shanghai fashion week

museum of friendship old school colecao inverno sfw

Museum of Friendship RTW Fall 2016

museum of friedship shanghai fashion week fw16

Yirantian

A jovem designer Yirantian Guo se formou em Londres há poucos anos, mas a consistência de suas coleções a tem colocado em pauta no cenário fashion da Ásia. Conforme ela mesma já confessou, seu estilo de criação envolve modernismo, desconstrução e abstração. E isso ficou evidente na coleção Fall Winter 2016, que trouxe materiais luxuosos, como o couro, alfaiataria e cortes retos, simples e modernos. A cartela de cores é estrita ao preto, branco e marrom.

A apresentação da coleção fugiu do padrão do SFW e foi realizada na famosa região do The Bund.

yrantian shanghai fashion week branco e preto inverno

yrantian shanghai fashion week couro

YIRANTIAN RTW Fall 2016

Black Spoon

Outra marca conceituada do SFW, a label de Moti Bai é conhecida pelo toque de fantasia nas suas coleções, eu diria, um tanto quanto exóticas. Com uma pegada bem definida desde os primóridos da marca, gótico victoriano com toque romântico, a coleção de outono inverno 2016, chamada “Paradise Circus” é composta por muito veludo, drapeados, camadas e volume. Casacos transpassados, botas e emblemas que remetem ao estilo militar também apareceram. Na cartela de cores, destaque para os tons terrosos, como o marrom e o verde.

A make usada na passarela foi toda feita pela MAC Cosmetics.

Black Spoon RTW Fall 2016

Black Spoon RTW Fall 2016

Ban Xiaoxue

O jovem estilista é conhecido pelas peças com multi-camadas e uso de tecidos e silhuetas fluídas. Nessa coleção, intitulada “I Love You”, o desfile surpreendeu ao trazer um único modelo de casaco em uma única silhueta, feminino e masculino. Além do casaco, os modelos utilizavam apenas uma espécie de segunda pele. Cada casaco, se diferenciava pelo uso de materiais variados, combinação de cores, bordados e apliques. Destaque para as estampas lindas, especialmente, florais.

Ban xiaoxue shanghai fashion week casaco

Ban Xiao Xue RTW Fal 2016

Ban Xiao Xue RTW Fal 2016

Makin Jan Ma

Nascido em Hong Kong e radicado em Londres, o estilista Makin Jan Ma tem uma história muito interessante no mundo da moda. Após se formar na Europa, de estilista masculino, ele passou a trabalhar no cinema, como produtor de filmes. E o mais legal que ele passou a criar o figurino para os próprios personagens dos seus curtas.

Na coleção “I Love All”, ele trouxe para a passarela uma pegada unissex de street stye bem descontraído. Jaquetas estilo motoqueiro, estampas estilizadas, camadas e mais camadas, slogans e frases estampados em peças oversize e desproporcionais (mangas longas, bem longas), tecidos metalizados e tênis cano longo resumem a coleção. Além disso, o que também me chamou a atenção foi o uso de muito tecido felpudo em moletons e jaquetas e das peças masculinas em rosa candy color (homens, o rosa claro está liberado, ok!?).

making jan ma I love all shanghai fashion week

making jan ma unissex shanghai fashon week fw16

Makin Jan Ma RTW Fall 2016

Makin Jan Ma RTW Fall 2016

Fonte imagens: WWD e acervo próprio

O evento ainda abrangeu diversos outros desfiles – Fake Natoo, Alicia Lee, Makemake, Haizhen Wang, só para citar alguns. A grande maioria são jovens designers chineses que estudaram em conceituadas universidades da Europa e trabalharam para renomados estilistas internacionais, mas que voltaram à China para mostrar seu trabalho. A cada temporada, a mídia nacional se mostra mais positiva com o SFW, tanto pelo apelo comercial quanto pela quebra de paradigmas em relação à qualidade. O evento está chamando a atenção da mídia do mundo todo e de compradores locais e internacionais e está aumentando a influência cultural de Shanghai como capital aspirante da moda na Ásia.

Comente o que você achou… eu A-DO-REI a experiência. Temporada Spring Summer 2017, estarei lá de novo! 😀

SaveMe!
06 maio, 2016
A moda conceito e o mercado de luxo na China
Compras, Curiosidades, MODA, Street Style, Tendências

Esses tempos li o comentário de um leitor do blog que disse estar surpreso com o fato do quanto o mercado da moda é forte na China. Digo moda conceito, labels. Aí me dei conta de como o país ainda é conhecido lá fora pelas roupas baratas e produtos falsificados. O que é uma pena, pois a indústria fashion na China tem talento, potencial, e vem crescendo e se destacando muito em âmbito internacional. 

Escrevi esse texto na minha coluna de moda no blog Brasileiras Pelo Mundo. Adorei tanto pesquisar sobre esse assunto (acabei aprendendo muito) e achei ainda mais gostoso escrever sobre, que resolvi compartilhar por aqui. Boa leitura! :)  

Nós brasileiros temos o costume de pensar que toda etiqueta “made in China” é sinônimo de coisa barata e de má qualidade. Na moda isso é bem evidente. Os sites de vendas online como o Aliexpress, em que roupas, sapatos e acessórios produzidos na China são vendidos a preço de banana e, muitas vezes, feitos com tecidos simples e acabamento ruim, reforçam esse pensamento. Mas a verdade é que, com o rápido crescimento econômico do país nos últimos anos, os consumidores chineses com alto poder aquisitivo se tornaram ávidos por artigos de luxo e moda de alta costura. E por isso, o “made in China” passou a atender a esse mercado, que oferece produtos exclusivos e de alta qualidade.

Em meados dos anos 90, as primeiras grifes mundiais começaram a se instalar em Hong Kong, Pequim e Xangai. Atualmente, toda cidade chinesa desenvolvida tem lojas de grifes internacionais renomadas como Dior, Louis Vuitton, Burberry, Chanel, Givenchy, Prada, Miu Miu, Hermes, entre tantas outras, espalhadas pelos melhores bairros e distritos. Estas gigantes da moda, veem a China como um dos mercados de maior potencial no mundo. Segundo uma pesquisa realizada pela ONG americana Associação de Luxo Mundial, a China é o segundo maior mercado de produtos de luxo do mundo e até 2017, será o primeiro.

Até alguns anos atrás, as consumidoras classe A desejavam produtos com megalogos ou monogramas, ou seja, aqueles que tivessem o logotipo da marca bem visível. Tudo para conferir status e poder, e mostrar que tinham condições de ter um artigo de luxo. Essa necessidade de ostentação vem, provavelmente, de uma mentalidade antiga, causada pela pobreza extrema e pelo rápido desenvolvimento econômico no país.

Hoje em dia, “qualquer um” pode exibir uma bolsa Gucci ou Louis Vuitton, especialmente devido ao crescimento desenfreado das falsificações. Por isso, bolsas com megalogos ou monogramas passaram a ser relacionadas à classe média. Basta você ir ao supermercado ou sentar em um restaurante, que vai ver várias chinesas com uma bolsa Louis Vuitton embaixo do braço. Por isso, as consumidoras ricas e “phynas” de verdade dão prioridade às marcas que oferecem produtos mais discretos, sem sinalização aparente. Com isso, as marcas de luxo passaram a rever sua forma de apresentação e estão se adequando, cada vez mais, ao estilo chinês. Bottega Veneta, uma das grifes pioneiras na eliminação da etiqueta externa, é uma das preferidas entre as chinesas com alto poder aquisitivo.

look bolsa chanel China

Louis Vuitton china país falsificação bolsas

Mas não é só de grifes internacionais que o mercado de luxo é feito na China. Com a onda do sentimento de patriotismo, espalhada principalmente pelo presidente Xi Jinping, os consumidores chineses começaram a se orgulhar do estilo de vida chinês e a prestar mais atenção às marcas nacionais. No último Shanghai Fashion Week, em outubro de 2015, a imprensa declarou que as semanas de moda da China recebem, a cada estação, mais chineses interessados na moda nacional e compradores do mundo todo, dispostos a abrir as portas de suas boutiques para os designers daqui. E não há como negar que a exposição China: Through the Looking Glass, no Met Museum de Nova Iorque, no ano passado, serviu como um empurrão para colocar de vez a moda conceito da China na cena fashion mundial.

Com esse crescimento constante, as marcas globais estão com os olhos atentos ao mercado chinês. E estilistas famosos já vêm buscando inspiração na cultura oriental há algum tempo. Criações de John Galliano para Dior, Tom Ford para Yves Saint Laurent, Sarah Burton para Alexander McQueen e Karl Lagerfeld, todas exclusivas e inspiradas na cultura chinesa, fizeram parte da exposição citada acima, que ocorreu em NY. Segundo o MET Museum, esta foi a exposição de moda mais famosa e visitada do museu até hoje.

Porcelana da Dinastia Ming (seculo XV) Evening dress by Roberto Cavalli, 2005-6 e Sarah Burton dress para Alexander McQueen 2012

Vestido do designer chinês Guo Pei

Além do sentimento patriota, o fato das chinesas optarem por trocar artigos ostentação por outros com mais classe e exclusividade, ajudou a colocar as grifes nacionais em um patamar competitivo com as marcas mundiais. Ainda que as grifes chinesas trabalhem com peças caras, tanto quanto as de grifes internacionais, e não venham acompanhadas do glamour da etiqueta europeia, elas estão ganhando espaço considerável no mercado de luxo da China e nos armários das mulheres ricas.

Masha Ma é uma das marcas mais queridas. A jovem estilista de mesmo nome já transitou pelos ateliês chiques de Paris, desfilou suas coleções no Paris e London Fashion Week, e hoje está de volta a Shanghai, onde abriu seu próprio ateliê. Uma Wang seguiu os mesmos passos e fez seu nome no mercado de luxo mundial. Suas criações já foram desfiladas nas semanas de moda da Europa e são vendidas em lojas de Londres, Milão e Nova Iorque.

E há vários outros nomes de estilistas chineses que começaram a pipocar na cena fashion mundial. Guo Pei, uma das mais renomadas, é responsável por vestir várias celebridades chinesas nos eventos mundo afora. Uma de suas criações, o imponente e polêmico vestido amarelo com cauda, foi escolhida pela cantora Rihanna para desfilar no tapete vermelho do Met Gala de 2015, um dos eventos de moda mais esperados do ano. Você lembra?

rihanna vestido met ball guo pei designer chinesa

Guo Pei também lançou uma linha em parceria com a marca de cosméticos MAC (veja as belezuras aqui). Assim como a jovem estilista de jóias Bao Bao Wan. O talentoso Jason Wu, nascido em Taiwan e radicado em Nova Iorque, é uma das estrelas do NYFW há quase 10 anos. São todos jovens designers chineses que estão transformando a moda de luxo na China e levando um novo conceito de “made in China” para o mercado ocidental. Se você se interessa por moda, pode anotar esses nomes. Eles já dominaram o mercado de luxo da China e vão fazer muito barulho na moda global. Concordas?

13 março, 2016
Novo documentário da Vogue mostra os bastidores do Baile MET, inspirado na cultura chinesa
Cultura, LIFESTYLE, MODA

Genteeeee! Já comentei aqui no blog sobre China: Through the Looking Glass, a exposição de 2015 do Metropolitan Museum de Nova Iorque, sobre a moda ocidental inspirada na cultura chinesa (leia mais aqui). Recorde de público e considerada a exposição de moda e arte mais frequentada da história do museu, China: Through the Looking Glass foi um sucesso total!

Agora a Vogue americana preparou o documentário First Monday in May (no mesmo estilo do bem sucedido September Issue, de 2009), que mostra o behind the scenes, ou seja, tudo o que rolou nos bastidores, desde a preparação da exposição até o red carpet do MET Ball, o evento fashion mais esperado do ano e que antecede a abertura da exposição. Segundo o crítico de moda, André Leon Talley, comenta no vídeo “Met Ball é o Super Bowl dos eventos sociais da moda”. Quem lembra do bafafá que deu o vestido amarelo com uma cauda gigante que a Rihanna usou no tapete vermelho? E os looks mega transparentes de Kim Kardashian e Beyoncé? O red carpet do Baile MET sempre dá muito o que falar.

The First Monday in May, filme do MET Gala

Voltando ao documentário, o cineasta Andrew Rossi acompanha o curador do Costume Institute, Andrew Bolton e principalmente, a editora-chefe da Vogue americana, Anna Wintour {uma das figuras mais respeitadas da moda mundial e inspiração do filme O Diabo Veste Prada}, na preparação e organização desse mega evento. O filme ainda traz para debate o assunto: como a moda deve ser vista como arte.

Se interessou? Segue o trailer, que deixou com gostinho de quero ver mais! Já dá para tirar um termômetro de tudo o que o documentário mostrará: a correria para organizar o evento e a exposição; imagens de famosas atrações da China, como a Cidade Proibida; o alto orçamento para trazer Rihanna; as celebridades convidadas (Beyoncé, Kim Kardashian, Kanye West); o ensaio para o grande dia e; claro, todo o glamour do tapete vermelho mais esperado do ano! Ainda tem a participação de Karl Lagerfeld, Jean Paul Gaultier, John Galliano e vários outros estilistas renomados, cujas criações foram expostas no museu.

O documentário completo estará nos cinemas dos Estados Unidos a partir de 15.04. Vai ser bafo! To mega ansiosa para chegar na internet e assistir tu-di-nho! Prepare-se para uma overdose de estilo, cultura e arte da melhor qualidade.

 

13 outubro, 2015
Fashion Week | Um voo para Paris com a Chanel Airlines
Beleza, MODA, Tendências

“Atenção, atenção senhores passageiros. Apertem os cintos que esta aeronave já vai decolar”.

kendall jenner desfile chanel airlines

Essa chamada não é para nenhuma viagem de fato, mas para apresentar a Chanel Airlines! Não, não é uma nova empresa aérea (infelizmente), mas sim o tema da coleção Spring/Summer 2016 da Chanel, que foi desfilada no último dia do Paris Fashion Week.

A grife de Karl Lagerfeld que a gente ama e que sempre inova e apresenta desfiles históricos com cenários incríveis e super criativos, dessa vez montou um verdadeiro terminal de aeroporto no Grand Palais, em Paris. Com direito a guichê de check-in, sala de espera, carrinhos de bagagem e raio-x, o cenário estava impecável, assim como o desfile, e claro, todos os convidados estavam muito bem acomodados na primeira classe.

Na passarela, teve conjuntos ‘combinandinhos’ com shape sequinho, o clássico tweed e saias no comprimento midi. E teve também muita textura 3D, xadrez com quadrantes maiores e menores e misturados com linhas verticais. Print de pequenas flores e jeans com delicadas estampas florais. E teve até estampa de aviãozinho #fofo. E o mais diferente, na minha opinião – saia com calça (será que pega pra valer?).

Destaque para os super acessórios: luvas metalizadas, braceletes, colares de correntes, mix de colares, maxi óculos espelhados estilo aviador, chapéus, bonés tipo de basebol, tiara de metal, tênis e sandálias com velcro e coloridos. E claaaaro, bolsas maravilhosas que são os hits da Chanel e malas pra lá de estilosas #querotodas. Repara nos bottons super fofos usados nas bags.chanel classicos tweed

chanel spring summer paris tweed xadrez classico

chanel spring summer mix de estampas azul e cores vivas

Chanel airlines desfile aeroporto mix de estampas

Chanel verao look all white branco e estampa flor

chanel spring summer 16 jeans estampa floral 3d

Chanel fashion blog bolsas mala e bagsAs cores? Além de muito branco, cinza e azul, teve mistura de cores vivas. Adorei o mix colorido de várias peças. Promete ser um verão cheio de cores!

Eu acompanhei vários desfiles das semanas de moda, como já comentei algumas vezes aqui e aqui, mas não poderia deixar de falar da Chanel, grife da qual sou fã e sei que os chineses amam. Além do mais, o tema “aeroporto” faz parte da minha vida, já que sou (quase) casada com um piloto aéreo e também aaaamo viajar.  Não poderia ter me identificado mais. Meus preferidos? As estampas coloridas, as bolsas com shapes mais diferentes, as malas e os headbands. E os seus?

 

17 setembro, 2015
Louis Vuitton apresenta: Nano Bags, a it bag do momento
Compras, MODA, Tendências

Esqueça a mini e micro! A grande tendência do momento no universo das it bags é a nano bag! Sabe aquele ditado que diz que menos é mais? Então, a nano bag é ainda menor que a mini e pelo jeito vai ser a aposta das marcas de bolsas para as próximas temporadas.

Louis Vuitton nano bags outono inverno 2015

A Céline Nano já vem conquistando nossos corações há algum tempo. O modelo mais tradicional da Céline já é uma loucura de linda e a versão menor é ainda mais gracinha. Mas apesar do nome, no tamanho, ela ainda é mais mini do que nano. Mas agora a Louis Vuitton lançou uma coleção Fall/Winter 2015 completa de bolsas bem pequenininhas (mas pensa em bemmm pequenininhas mesmo). A Nano Bag Collection conta com sete miniaturas, releituras dos modelos mais icônicos dos últimos 25 anos da grife. As meninas {sim, chamo as bolsas nano carinhosamente assim} vieram nos modelos Speedy, Pallas, Alma, Turenne, W e a queridinha do momento e minha preferida, a bolsa saco Noé. Uma mais fofa que a outra! Quanto ao design, o shape e o material das nanos são exatamente iguais aos das ‘originais’.

Mas sabe o que elas tem de melhor? Todas as nano bags vem com uma alça longa para usa-las a tiracolo. E claro, o preço é bem mais em conta e convidativo do que a versão clássica da marca.

LV coleçao Nano Bags speedy alma Pallas Noe Turenne
nano bags collection louis vuitton LV

Nano Bag bolsa saco Louis Vuitton Noe

Louis Vuitton nano bag W canvas com monogramaEu estou achando ótima essa trend, pois assim a gente se “obriga” a levar na bolsa somente aquilo que é realmente necessário, não é?! rsrsrs E não aquele monte de coisas que a gente acha super importante, mas no fundo nunca usa – eu sou tipo assim… Por consequência a bolsa fica mais leve para carregar.

A coleção nano foi lançada dia 08 de julho e já chegou em algumas lojas da China e do resto do hemisfério norte e no Brasil, deve chegar em breve.

Gostaram da novidade? Eu já aderi as mini bags e to caidinha de amores por essas nanos.

05 setembro, 2015
A volta das Franjas | Tendência inverno e verão 2016
Compras, DICAS, MODA, Street Style, Tendências

Sabe aquelas tendências que vem e vão há anos? Eu, particularmente, amo. Pois se já foi moda uma vez, é sinal de que caiu no gosto do povo, não é!? E a franja é uma delas!

Franjas fringe style fashion outfit boho

Quem lembra daquelas novelas de época, em que mulheres (as mais ousadas) usavam saias e vestidos com franjas? Sempre com um ar meio romântico, discreto. De lá pra cá, as franjas já saíram (e voltaram) de cena várias vezes e agora, elas vem mais descoladas. Esqueça a essência do século 20 e aposte no estilo boho, hippie-chic, étnico ou urbano.

Sim, tem opções para todos os estilos. E as franjas estão arrasando nos acessórios, como bolsas, sapatos e bijoux, e no vestuário: jaquetas, calças, shortinhos, saias, vestidos e na peça novidade das ultimas estações, o kimono! ♥

Kimono franjas Aimee Song of Style

Look do dia t shirt camiseta branca com franjas Fast Fashion

As franjas trazem movimento, leveza e muito estilo à produção. E tem como não se apaixonar?

No ano passado, elas já estavam com tudo no look das fashionistas, mas a moda pegou mesmo este ano. Olha quem usa e abuse das inspirações:

Celebridades usam thassia naves olivia palermo kim kardashian franjas

Celebridades usam franjas Chiara Jenner Ambrósio copy

Street Style franjas saia de couro t-shirt sandía jaqueta e bolsaOs desfiles das semanas de moda internacionais, como o Paris Fashion Week, mostraram a força das franjas para o Verão 2015, mas eu notei o boom na China agora nas coleções Fall 2016 das marcas internacionais e chinesas e das fast fashions. Tem muita peça nova com franjas, gente! Uma overdose deliciosa. E eu fiquei super feliz quando cheguei ao Brasil, no mês passado, e vi que as marcas nacionais também estão apostando com tudo nas franjas.

Franjas tendencias Bershka Forever 21 blusa e saia

Bolsa franjas tendencia H&M Top Shop

Coleçao H&M Forever 21 franjas fast fashion

Tendencia franjas colete Top Shop bolsa Stradivarius

Bolsa de franjas lojas RennerSe você também ama e quer aderir, opções de lojas e modelos é o que não faltam, não é?! H&M, Forever 21, TopShop, Bershka, Stradivarius e Renner Brasil são só algumas, para citar .

Gostou? Deixe seu comentário 😉

07 agosto, 2015
Look do Dia {Girlie com Saia de tule}
Look do Dia, MODA

A saia de tule é aquele tipo de peça que divide opiniões: há quem ame e quem odeie! Eu tenho visto tanto nos looks de street style na China e nas araras das lojas que passei a amar e desejar muito (e segundo a pesquisa do Fashion Google, é super trend desse verão). O tule é um tecido levinho e transparente e normalmente vem acompanhado de forro. Por isso, pode ser usado tanto no verão quanto no inverno. Quando o dia está dos mais frios, pode combinar com camisa ou até um blusão estiloso, meia-calça e sapato fechado.

A saia de tule por si só já tem ares romântico e bem girlie. E como esse estilo não é tão a minha praia, combinei a saia com regatinha básica e acessórios modernos para ficar um outfit mais cool e descolado.

look do dia saia de tule estilo tulle skirt

Look girlie romantico saia de tule inspiraçao

Style outfit saia de tule look inspiraçao

Look verao regata saia de tule sandalia salto

Look romantico blusa Celine saia de tule acessorios dourado

Regata Celine saia de tule acessorios dourados

Street style shirt Celine bolsa clutch CapodarteSaia e sandália Aike | Regata loja local de Semyniak em Bali | Cinto H&M | Clutch Capodarte | Brinco Forever 21 (compre aqui) | Relógio Michael Kors | Bracelete Allegra Bijoux

 

Adorei o resultado e já quero repetir o look. E vocês, gostaram? Quem já aderiu a saia de tule conta aqui!

31 julho, 2015
Look do Dia | Qipao, vestido tradicional chinês
Cultura, Look do Dia, MODA

A primeira vez que lembro de ter visto alguém usando o Qipao (pronuncia-se “tsipao”), não fazia ideia do nome desse estilo de vestido e tampouco passava pela minha cabeça vir um dia para a China. Foi no episódio de Friends {amooo} em que acontece a despedida de solteiro da Phoebe, com participação especial de Danny Devito como stripper (bom e engraçado demais, alguém lembra?). A Rachel usava um vestido longo preto, fechado até o pescoço, com o colarinho justo e uma fenda lateral. Sexy sem ser vulgar. Dava para notar que o modelito tinha ares orientais.
Anos depois, já nas minhas primeiras viagens pela China,  dei de cara com o Qipao em diversas lojas de souvenirs e trajes tradicionais. Também conhecido como Cheongsam, essa é a vestimenta feminina mais tradicional da China. Resisti até adquirir um, mas quando assisti a reprise desse mesmo episódio de Friends, me apaixonei novamente pelo modelo e não tive duvidas: estava na hora de ter um Qipao para chamar de meu.

Qipao veste tradicional chinesa look do dia

vestido vermelho elegante chic

elegancia qipao vermelho vestido chines

look qipao china

detalhes do look bolsa birkin vermelha

scarpin preto vestido vermelho qipao china

Qipao compre aqui | Scarpin Dumond | Bag AP Plaza Shanghai | Brincos Forever 21 | Anél H&M

O Qipao surgiu no século 17 e se tornou vestuário comum entre as mulheres da época. É geralmente feito de seda, fechado no pescoço e com fenda nas laterais (toque sexy, neam!?). Pode ser usado na altura do joelho ou do tornozelo. Hoje em dia, é considerado uma peça para ocasiões mais formais. As chinesas usam em eventos sociais, na cerimônia de casamento (substituindo o vestido de noiva tradicional) e é comum ver as jovens usando na celebração de Ano Novo e até as crianças no dia a dia para sair. O traje também já serviu de inspiração para estilistas renomados, como Versace e Ralph Lauren.
E para agradar os chineses, é só usar o modelito. Ficam surpresos, ainda mais se é uma laoway (estrangeira) aderindo às tradições chinesas. Aproveitei uma data especial e montei meu look oriental. Para deixar a produção com um ar mais moderno, escolhi usar acessórios dourados. Achei chic e elegante, e vocês?

A boa notícia para quem gostou e está fora da China, é que dá para comprar pelo Aliexpress e receber direto em casa!

Zài Jiàn